iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

06/07 - 14:28

Derrota santista no Paraná aumenta pressão sobre Cuca
A pressão no Santos aumenta a cada rodada. Com a derrota por 1 a 0 para o Atlético-PR, no sábado à noite, na Arena da Baixada, em Curitiba, os dois próximos jogos, contra o Grêmio, na quarta-feira, e Botafogo, no domingo, ambos na Vila Belmiro, passaram a ser determinantes para o futuro do time.

Agência Estado

Se o ciclo de resultados negativos não for interrompido, a diretoria ficará numa situação muito difícil para manter o técnico Cuca no comando da equipe.

Preocupado e triste, mas não apavorado. Cuca disse que se sentia dessa forma após o jogo de sábado. Ele viu evolução na sua equipe, destacou a qualidade do jogo e elogiou a atuação do goleiro adversário, Galatto. "É um grande goleiro. Jogou demais e pegou pelo menos meia dúzia de bolas boas", afirmou o técnico do Santos.

Procurando demonstrar serenidade mesmo diante do agravamento da crise santista, Cuca repetiu que ainda acredita que o Santos vá se classificar para a Libertadores. E fez uma previsão. Se o time repetir contra o Grêmio a atuação que teve diante do Atlético-PR e aproveitar 20% das chances de gols que cria, ganha o jogo da próxima quarta-feira.

"O que me anima é que não tomamos nenhum chocolate. Foi um jogo lá e cá e o empate seria mais justo pelo que os dois times mostraram", argumentou o treinador após a derrota. Para ele, até a sorte tem jogado contra o Santos. "Mandamos duas vezes a bola na trave e perdemos gol até em cima da risca. O gol saiu quando nosso time era o melhor."

Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo