iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

04/07 - 19:57

Proibido de utilizar sala de imprensa, Roger se despede no pátio
Surpreendente e tumultuada. Assim foi a saída de Roger do Grêmio rumo ao Catar.

Gazeta Esportiva

Criticado pelo presidente tricolor, Pedro Odone, o meia foi proibido de conceder sua última entrevista como jogador do clube gaúcho na sala de conferências, o que obrigou o ex-camisa 10 a falar com a imprensa no pátio.

“Estou saindo com o coração partido. Dá para perceber a minha emoção. São coisas que acontecem. Aqui eu recuperei o prazer de jogar futebol”, afirmou Roger, de 29 anos, que considerou a proposta do Catar irrecusável.

Questionado sobre a reação do presidente do clube, que o comparou a Ronaldinho Gaúcho – considerado traidor no Olimpíco – Roger lamentou o fato, mas entendeu o lado dos gremistas.

“Eu também não gostaria de sair. O Grêmio tem todo o direito de se sentir desta forma, porque eles me ajudaram bastante. Saio triste, porque aqui fui muito feliz e gostaria de deixar as portas abertas”, apontou Roger, que ainda lembrou que a equipe gaúcha receberá uma indenização por sua saída, apesar de admitir que o valor a ser recebido pelo Tricolor é baixo.

Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo