iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

04/07 - 18:27

O Roger não vai sair daqui como o Ronaldinho, diz Paulo Odone
O repentino anúncio da saída do meia Roger para o futebol árabe irritou profundamente o presidente do Grêmio, Paulo Odone. Incomodado com o descaso do camisa 10 com o clube, o dirigente ainda comparou a situação com a do atacante Ronaldinho, que deixou o Olímpico sem sequer negociar com o clube.

Gazeta Esportiva

“A torcida do Grêmio pode esperar respeito do presidente, mas se vê que não pode esperar isto de um jogador. O assunto está entregue ao departamento jurídico. Não vou deixar ele sair sem nenhum respeito, sem pelo menos negociar com esse clube que o ajudou a se recuperar. Olha o tamanho do Grêmio. Não vou deixar ele sair daqui como o Ronaldinho”, disparou Odone, em entrevista coletiva.

Roger foi negociado junto ao Catar Sports Club pelo Corinthians, dono de seus direitos federativos e deve render US$ 5 milhões (R$ 8 milhões), dos quais cerca de R$ 300 mil deve ficar com o Tricolor gaúcho, segundo o vice-presidente de futebol, André Krieger. Independente disso, Roger é o mais novo desfalque do técnico Celso Roth para enfrentar o Botafogo, no domingo.

“O jogador me diz ‘estou indo embora, não quero jogar domingo’. Quer que eu festeje? Não tem como separar as coisas. O jogador está jogando como titular e espera chegar uma sexta-feira para dizer que não vai jogar no fim de semana. Não é a forma mais profissional de se tratar”, ironizou o presidente Odone, quando indagado se ficou irritado com o anúncio.

Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo