iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

04/07 - 09:40

Médico do Galo explica o porquê de tantas contusões musculares
Problemas musculares nas coxas têm sido os mais recorrentes no departamento médico do Atlético-MG nos últimos tempos. Atualmente, lá estão Rafael Miranda, Calisto, Nen e Francis com lesões do tipo

Gazeta Esportiva

Há pouco, esta foi a causa para as ausências de Vinícius, Márcio Araújo e Marques.

Para o ortopedista Rodrigo Lasmar, há duas explicações para o problema. A primeira delas refere-se somente aos atletas recém-contratados, em especial Nen e Francis. Como os jogadores não estavam treinando junto com o elenco principal do Palmeiras, sentiram a diferença no ritmo de trabalho.

“Quando eles chegaram ao Atlético, o grupo estava num momento diferenciado, fisicamente bem melhor, e neste período de adaptação eles acabaram sentindo algum tipo de lesão. Isto não é uma situação incomum no futebol”, explica o médico atleticano.

O outro motivo citado por Lasmar diz respeito à troca de mentalidade que veio com a comissão técnica de Alexandre Gallo. Até meados de maio, era Geninho quem comandava o Atlético-MG, portanto o atual trabalho ainda não tem dois meses.

“Quando nós tivemos a mudança do treinador e, conseqüentemente, do preparador físico, a comissão técnica entendeu que o time ainda estava abaixo do ideal”, lembra o médico. “Nós precisávamos de aumentar a carga dos treinos para que os jogadores tivessem um condicionamento físico melhor até para que eles pudessem suportar esta carga de jogos que nós vamos ter quarta e domingo”, completa.

Com o brusco aumento das atividades, alguns jogadores tiveram dificuldades de adaptação, o que é considerado normal. “Se você tem pouco tempo para trabalhar, para melhorar a condição física, as lesões podem acontecer”, esclarece Lasmar.

Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo