iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

04/07 - 13:46

Dodô e Renato desabafam na reapresentação do Tricolor
Na manhã desta sexta-feira, o elenco do Fluminense voltou aos treinos nas Laranjeiras. Por cerca de uma hora, o técnico Renato Gaúcho conversou com seus jogadores

Gazeta Esportiva

Já na entrevista coletiva, o treinador respondeu a algumas provocações feitas pelos jogadores do Flamengo, como Cristian, Obina e Marcinho, que ironizaram a derrota tricolor na final da Copa Libertadores.

”Eles são profissionais e não têm contrato vitalício com o Flamengo. Um dia eles podem querer bater na porta do Fluminense e aí... . Mas cada um responde por si”, disparou o comandante tricolor.

Além de responder a provocações dos rubro-negros, Renato Gaúcho ainda está de olho na reabilitação dentro do Brasileiro. Para o jogo contra o Goiás, o atacante Washington não estará em campo pois está afastado para fazer um trabalho de recondicionamento físico. Ele será substituído por Dodô, que veio a público nesta sexta-feira para negar problemas de relacionamento com os companheiros e com Renato Gaúcho.

”Isso foi uma notícia infundada, uma falta de respeito comigo, um jogador de 34 anos, pai de família, com duas filhas. Meu relacionamento com o grupo é excelente, não tem problema nenhum. É até chato ter que vir aqui para falar isso”, comentou Dodô, que falou sobre o fato de não ter comemorado o segundo gol do Fluminense contra a LDU.

“O Renato tinha me chamado para entrar e estava colocando a caneleira e nem vi o gol. No terceiro gol, se vocês perceberam, eu fui lá abraçar o Thiago Neves. Sempre respeitei vocês (jornalistas) e gostaria que me respeitassem também e parassem de inventar coisas”, desabafou.

O atacante aproveitou para rechaçar a informação de que estaria trocando o Fluminense pelo Atlético-MG. “Em relação ao Atlético-MG não sei de nada. Vou fazer meu sexto jogo contra o Goiás e acho que isso coloca um ponto final nesta conversa”, encerrou o artilheiro dos gols bonitos.

Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo