iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

03/07 - 12:19

Marcos Senna garante: não tem mágoas do Brasil
O volante Marcos Senna não guarda rancor por jamais ter vestido a camisa da seleção brasileira. Campeão da Eurocopa-2008 pela Espanha, o meio-campista do Villarreal deixou claro que guarda um carinho especial pelo país onde nasceu e onde quer viver após o término de sua carreira, mas garantiu: se enfrentar a equipe canarinho, não cantará o hino nacional.

Gazeta Esportiva

“Não sinto mágoa alguma”, garantiu Marcos Senna, contratado pelo Submarino Amarelo em 2001. “Aqui no Brasil eu não era titular absoluto no Corinthians. Meu nome começou a aparecer mais quando estava no São Caetano e disputei a final da Copa Libertadores, mas logo em seguida apareceu o Villarreal e sabia que jogar por um time pequeno dificultaria a minha visibilidade por aqui”, reconheceu.

Embora seja um dos melhores volantes da Europa e tenha recebido sondagens de clubes como Manchester United, Arsenal e Juventus, o próprio volante admitiu que dificilmente teria chances de integrar a seleção brasileira. Para não sofrer com a ansiedade, não titubeou ao receber o convite de defender a Fúria.

“Sempre costumo dizer que no Brasil pode-fazer três seleções de bons jogadores. Poderia esperar para ser chamado, mas e se a convocação não saísse e eu ficasse esperando? Certamente iria me arrepender. Mas não tenho nada contra a seleção brasileira, e é aqui no país onde eu quero viver quando me aposentar”, balanceou o atleta, que conseguiu a cidadania espanhola em 2006.

“Foi então que o treinador (Luís Aragonés) me convidou para defender a Espanha. Como se tratava de uma seleção forte e de bastante tradição, não pensei duas vezes na hora de aceitar”, prosseguiu.

Às vésperas de completar 32 anos (fará aniversário no próximo dia 17), Marcos Senna também revelou um sonho pessoal: encerrar a sua carreira no Brasil. E já tem até o clube definido: o Rio Branco de Americana, sua primeira equipe como profissional.

“Ainda tenho mais dois anos de contrato com o Villarreal e não tem sentido algum eu falar que quero sair da Europa neste momento. Mas gostaria sim de me aposentar jogando por uma equipe brasileira, especialmente no Rio Branco. Pode ser até que eu passe por um time grande, mas minha vontade mesmo era terminar em Americana”, admitiu.

Marcos Senna desembarcou em São Paulo na noite desta quarta-feira. Na manhã desta quinta, recebeu a imprensa em um hotel para uma entrevista coletiva. De volta ao Brasil para passar férias, o jogador deverá retornar à Espanha apenas no começo de agosto.

Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo