iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

02/07 - 11:41

Barcelona admite dificuldade para negociar Ronaldinho Gaúcho
O secretário técnico do Barcelona, Aitor Begiristain, afirmou hoje que o clube está com dificuldades para negociar a transferência do meia-atacante brasileiro Ronaldinho Gaúcho devido ao alto valor de seu passe.

EFE

"Está difícil conseguir acordos com os clubes. Não podemos nos precipitar. Além disso, é difícil porque há poucos clubes no mundo que possam pagar essas quantias", lembrou o secretário técnico do Barça.

Um dos clubes interessados em Ronaldinho é o Chelsea, que contratou o técnico brasileiro Luiz Felipe Scolari e o meia brasileiro naturalizado português Deco, que vivia a mesma situação no clube catalão.

Outro que não consta nos planos da equipe é o atacante camaronês Samuel Eto'o, que teria proposta do Milan.

Em ambos os casos, Begiristain disse estar à espera de "ofertas concretas" para fechar as duas operações, mas comentou que o Barça não tem pressa para fechá-las.

Begiristain explicou que Ronaldinho e Eto'o estão liberados para negociar com outras equipes, mas disse não ter pressa para não fechar uma má negociação. Além disso, ele disse que a saída de qualquer um deles não envolve eventuais negociações.

Perguntado sobre a forma física de Ronaldinho Gaúcho, que se mostrou acima do peso na disputa de um amistoso na Venezuela, ele disse não ter visto imagens, mas acredita que o brasileiro pode se recuperar se ficar: "Estou convencido de que, se Ronaldinho não for negociado com outro clube, recuperará a forma quando começar a treinar", afirmou.

No caso de Deco, vendido ao Chelsea por 10 milhões de euros, Begiristain comentou que a transação não pode ser comparada à de Daniel Alves, apresentado hoje como novo jogador do Barcelona.

"Cada operação é diferente. Daniel Alves é um jogador de 24 anos com um rendimento extraordinário nas ultimas temporadas. O Sevilla acabou com menos do que receberia o ano passado. Além disso, o jogador rejeitou ofertas melhores de outros clubes", explicou Begiristain.

No caso de Deco, o dirigente apontou a idade do jogador (com 31 anos) e seu extraordinário rendimento em seus dois primeiros anos no clube.

O presidente do Barcelona, Joan Laporta, agradeceu a Deco pela contribuição ao Barça e disse que seu desempenho "foi extraordinário" durante os dois primeiros anos.

Ao comparar o valor da venda de Daniel Alves e o recebido por Deco, Laporta disse que são "operações totalmente diferentes", lembrando que o lateral-direito é "um jogador em alta".

"Pensávamos que Deco já não tinha mais ambiente e devia buscar outros desafios". EFE fa/dp

Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo