iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

01/07 - 15:30

"Não queremos equipes européias com 11 sul-americanos", diz dirigente da CSF
O argentino Eduardo Deluca, secretário-geral da Confederação Sul-Americana de Futebol (CSF), disse à Agência Efe que a entidade defende a regra 6+5 da Fifa, que visa restringir o número de estrangeiros nos campeonatos nacionais.

EFE

"Estamos totalmente de acordo com a nova norma e mostramos isso na votação do último congresso da Fifa. Creio que isso dará mais possibilidades aos clubes da América do Sul de, quem sabe, manter alguns jogadores. Não queremos equipes européias com 11 sul-americanos", disse o dirigente no evento promovido no Rio de Janeiro pelo Banco Santander, patrocinador da Copa Libertadores.

Deluca também disse à Efe que o número de estrangeiros defendendo seleções nacionais tende a diminuir nos próximos anos.

"Acabamos de modificar esta norma. Para obter cidadania, o jogador deverá morar no país a partir dos 18 anos. Antes, isso valia a partir dos 23 até em lugares como o Catar, mas isso não deve voltar a ocorrer", afirmou.

Na coletiva de imprensa concedida em um hotel da zona sul do Rio de Janeiro, o secretário-geral da CSF agradeceu à cidade por acolher a final da Libertadores, que será realizada amanhã entre Fluminense e LDU, do Equador.

"Agradeço à cidade do Rio de Janeiro, que está acolhendo esta final. Teremos um cenário magnífico como o Maracanã", disse.

Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo