iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

01/07 - 17:10

Boca Juniors se irrita com conversas entre jogador da base e equipe espanhola
O presidente do Boca Juniors, Pedro Pompilio, se mostrou bastante irritado ao saber que um jogador das categorias de base do clube negocia diretamente sua transferência para o Recreativo de Huelva, da Espanha.

EFE

BUENOS AIRES (Argentina) - Hoje, o dirigente pediu à Associação do Futebol Argentino (AFA) que defenda o patrimônio das equipes do país.

"Peço à AFA que defenda o patrimônio dos clubes, senão vamos ficar todos no zero", disse Pompilio em declarações ao canal de televisão local "TyC Sports".

O caso vazou na segunda, quando fontes da equipe argentina souberam que o volante Sebastián Nayar, de 20 anos, viajou à Espanha na sexta para negociar com o Recreativo.

Pompilio disse que a equipe não autorizará a transferência, alegando que o clube tem um contrato com ele, registrado na AFA, até 2012.

Segundo o dirigente, o jogador deve cumprir o que assinou e antecipou que tentará falar com a diretoria da equipe que quiser contratá-lo para explicar o incômodo da situação. "Trata-se de um caso de descumprimento de um contrato profissional", comentou.

O presidente do Boca comentou que a AFA assinou com a uma carta de intenção para que a federação espanhola de futebol impeça este tipo de situação, mas disse que esse instrumento carece de validade legal.

Nayar foi um dos destaques da equipe de aspirantes que venceu o campeonato da categoria no futebol argentino. Porém, ele só defendeu o time principal uma vez, e estava sendo preparado pelo treinador Carlos Ischia para a temporada que começará em agosto.

Nos últimos tempos, o Boca também teve problemas com a ida do atacante Fernando Forestieri para o Genoa, da Itália. Ainda com 15 anos, o garoto foi oferecido por seus pais a diversos clubes do país.

Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo