iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

30/06 - 17:19

“Moeda de troca” no Real, Robinho desperta interesse do Chelsea
Depois de levar o preparador de goleiros do Palmeiras, Carlos Pracidelli, e o meia Deco, Luiz Felipe Scolari pode ganhar a companhia de mais um brasileiro no Chelsea, desta vez dentro de campo: Robinho. 

Gazeta Esportiva

O clube inglês já manifestou interesse em tirar Robinho do Real Madrid e deve oficializar proposta pelo atacante nos próximos dias.

A intenção dos Blues foi confirmada pelo empresário do jogador à GE.Net. “O Chelsea quer o Robinho, isso é público. Estive em Londres há uns 50 dias e eles me disseram isso. O que mudou de lá para cá é que o Felipão também quer, o que aumenta o interesse”, relatou Wagner Ribeiro por telefone.

O procurador do ex-santista ainda não fala em valores (comenta-se na Europa que seja em torno de 35 milhões de euros, ou R$ 89 milhões), já que os londrinos não podem fazer qualquer proposta sem consultar a cúpula espanhola – de acordo com os regulamentos da Fifa, se o clube não for procurado, será manifestado assédio, o que é irregular no futebol.

“O Chelsea tem uma proposta pelo Robinho, mas ainda não colocou no papel. Mas tenho o contato do Chelsea, vou falar com o Real Madrid nos próximos dias e a hora em que abrirem as negociações, o Chelsea coloca a proposta no papel”, projetou o empresário.

Antes de cuidar de uma possível saída do atual bicampeão espanhol, porém, o que tem movimentado a vida de Robinho nos últimos dias são os comentários de que poderia ir para o Manchester United como troca para que Cristiano Ronaldo desembarque no Santiago Bernabéu. Este boato, contudo, tem irritado os representantes do titular da seleção brasileira.

“Essa situação é muito ruim. Se o Real chegasse na final da Copa dos Campeões, o Robinho seria o melhor do mundo, sem dúvida, assim como foi o Kaká. Mas acontece que o Real parou. O Robinho é melhor ou, no mínimo, igual ao Cristiano Ronaldo. Como pode ser moeda de troca?!”, questionou Wagner Ribeiro, que contatou dirigentes do Real para repreender o possível tratamento a seu camisa 10.

“Mandei um e-mail para o Pedja (Mijatovic, diretor esportivo do Real) dizendo que não estava gostando e que se alguém quisesse o Robinho teria que mandar o Cristiano Ronaldo e colocar mais dinheiro. Ele me respondeu que isso é coisa de imprensa, que eles têm o interesse no Cristiano Ronaldo, mas nunca colocaram o Robinho na negociação porque ele é inegociável”, revelou.

Apesar de inegociável, o próprio empresário admite a possibilidade de Robinho seguir para o futebol inglês e fazer parte do projeto de Felipão em levar o Chelsea ao inédito título da Copa dos Campeões – nesta temporada, a equipe foi vice-campeã.


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo