iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

29/06 - 17:27

Mano deve mudar Corinthians para enfrentar São Caetano
O técnico Mano Menezes deve aproveitar os treinamentos em Itu para montar um novo time, diferente daquele que empatou nas duas últimas rodadas da Série B contra Ponte Preta e Bragantino, ambos por 1 a 1. Pensando no duelo contra o São Caetano, sábado, no Pacaembu, deve mexer em cinco posições da equipe.

Agência Estado

A principal mudança será o retorno do goleiro Felipe. Nas últimas três rodadas o camisa 1 esteve ausente, sob a justificativa de não estar se empenhando nos treinos. Júlio César, seu substituto, até agradou, mas tomou gols nos três duelos.

A fase de improvisações também fica para trás. Nada de quebra-galhos em campo, como fez o volante Carlos Alberto, lateral-direito por um grande período. "Agora precisamos ter válvulas de escapes, mas com menos de improvisação. Temos de usar atletas específicos para suas posições. As improvisações eram momentâneas", afirma Mano Menezes.

Com isso, aumentam as chances de Dênis estrear. O ex-lateral direito do Santos treina há um mês e já está apto para vestir a camisa corintiana em um jogo. Devem ocorrer mudanças também no meio-de-campo. Vendo um time vulnerável nos últimos jogos, o técnico deve optar por escalar Fabinho, que cumpriu dois jogos de suspensão, e Alessandro, recuperado de lesão e de forte gripe.

"O Fabinho fez muita falta, porque é um dos jogadores que tem ascensão sobre os outros, aquela liderança natural. Essa situação de orientar, melhorar posicionamento, cobrar algumas coisas, é muito importante", observa o comandante.

Da equipe que enfrentou o Bragantino, Júlio César, Carlos Alberto, Wellington Saci, Nilton e Dentinho devem perder a posição. Mas Mano não considera ninguém reserva. "Vamos estudar a melhor formação, mas sem cobranças. Trocar jogadores é a função do treinador. Temos de encontrar uma equipe que tenha maior agressividade no ataque."

Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo