iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

29/06 - 18:07

Galo e Figueira só empatam e seguem no meio da tabela
Figueirense e Atlético-MG se enfrentaram neste domingo no Orlando Scarpelli querendo a vitória para deixar a zona intermediária do Campeonato Brasileiro para se aproximar do G-4 da competição. Porém, os times não passaram de um empate por 1 a 1 e seguem no meio da tabela, com o Galo na décima posição, com dez pontos, um a mais que o Figueira, 12º.

Gazeta Esportiva

Sem o lateral-direito Coelho, vetado pelo departamento médico pouco antes do jogo, o time mineiro tentou surpreender os catarinenses, que estreavam o técnico Paulo César Gusmão. As principais jogadas saiam dos pés de César Prates, muito vaiado pela torcida da casa por ter trocado Florianópolis por BH recentemente.

Aos dois minutos, o lateral tentou jogada individual, mas saiu com bola e tudo. Em seguida, resposta do Figueira: Tadeu recebeu de Marquinhos e bateu à direita do gol de Edson, que recuperou a condição de titular no lugar de Juninho. O Atlético, porém, continuava com mais posse de bola e quase saiu na frente na bola parada.

Em jogada ensaiada, Petkovic rolou e Renan bateu com violência, assustando o goleiro Wilson. Pouco efetivo, o Figueirense tentou ameaçar com Wellington Amorim, mas o atacante desperdiçou duas chances. Aos 34, o estreante PC Gusmão foi obrigado a fazer sua primeira alteração. O zagueiro Asprilla, lesionado, deu lugar a Bruno Perone.

Pouco depois, o Atlético-MG quase abriu o placar justamente com o perseguido César Prates, que avançou em velocidade bela esquerda e soltou uma bomba no travessão. Aos 38, contudo, o ataque do Figueira finalmente funcionou. Cleiton Xavier avançou pela direita e cruzou para Marquinho desviar de cabeça e abrir o placar.

Logo no início do segundo tempo, porém, o Galo acabou empatando o placar através de Petkovic. Aos cinco minutos, o meia sérvio cobrou falta com perfeição no ângulo e Wilson não alcançou: 1 a 1. Os donos da casa, então, partiram para cima em busca da vantagem, mas esbarraram no contestado goleiro Edson.

O novo titular atleticano fez três lindas defesas na seqüência para salvar os mandantes. Aos 11, Bruno Peroni arriscou e o arqueiro espalmou. Cinco minutos depois, Edson voltou a mostrar serviço, desviando para escanteio cabeçada de Cleiton Xavier. Na cobrança, Ânderson Luís cruzou na cabeça de Tadeu, que tocou, mas parou no goleiro rival.

Depois de desperdiçar as tentativas, o Figueira reduziu o ritmo e pouco ameaçou a equipe mineira. Aos 28, Bruno Aguiar chutou de longe e a bola saiu por cima do gol do Atlético, que parecia mostrar satisfação com a igualdade e não se arriscava. No fim, Edu Sales tentou garantir três pontos para os mandantes, mas desperdiçou duas chances, tocando na saída de Edson por cima de gol e carimbando a zaga aos 46 minutos.

Agora, os dois times só voltam a campo no próximo domingo. O Atlético-MG recebe o Palmeiras no Mineirão às 16 horas. No mesmo horário, os catarinenses encaram o Vasco no Orlando Scarpelli.

Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo