iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

29/06 - 17:56

Espanha conquista Eurocopa e afasta fama de amarelona
A Espanha venceu a Alemanha por 1 a 0 na final de hoje disputada no estádio Ernst Happel de Viena e conquistou a Eurocopa após 44 anos de espera.

EFE

A seleção espanhola foi ganhando confiança ao longo do torneio e, de quebra, superou o estigma de sempre ficar pelo caminho em competições importantes.

O trauma foi superado com a vitória nos pênaltis sobre a Itália nas quartas.

Já a vitória de 3 a 0 sobre a Rússia na semifinal mostrou que a equipe merecia estar na decisão. Foi a segunda goleada sobre os russos na competição. Na estréia, os espanhóis venceram por 4 a 1 a equipe treinada por Guus Hiddink.

A Espanha terminou o grupo D com 100% de aproveitamento, já que venceu as partidas contra Suécia e Grécia, ambas por 2 a 1. Além disso, a equipe terminou a fase de mata-mata sem levar gols.

A boa campanha calou os críticos do técnico Luis Aragonés, que foi muito questionado antes do torneio por torcida e imprensa. A principal queixa foi a ausência do atacante Raúl, do Real Madrid.

Na Alemanha, o vice-campeonato consagra o bom trabalho iniciado antes da Copa do Mundo de 2006 pelo antigo técnico Jurgen Klinsmann, que era auxiliado por Joachim Löw, atual treinador.

Se em 2006 a equipe chegou apenas ao terceiro lugar, a conquista de hoje mostrou que a federação alemã acertou na manutenção de Löw.

A Alemanha começou o torneio com uma boa vitória sobre a Polônia, mas caiu muito de produção na segunda partida e perdeu para a Croácia por 2 a 1.

A equipe venceu a anfitriã Áustria por 1 a 0 em um jogo de baixo nível técnico. O fato que marcou a partida foi a expulsão dos técnicos das duas equipes ainda no primeiro tempo. Löw e o austríaco Josef Hickersberger assistiram o restante da partida na tribuna.

Os alemães voltaram a apresentar um bom futebol nas quartas-de-final contra Portugal. O destaque da vitória por 3 a 2 foi o meia Bastian Schweinsteiger.

O jogador do Bayern de Munique também apareceu bem na semifinal contra a Turquia. Nesta partida, a vitória só veio aos 45 minutos do segundo tempo, com um gol do lateral-esquerdo Phillip Lahm.

Curiosamente, os alemães venceram a equipe que foi batizada de "time do último minuto" pela imprensa turca.

A seleção da Turquia havia chegado às semifinais conseguindo superar situações adversas. Na primeira fase, as vitórias sobre Suíça e República Tcheca foram de virada. Nas quartas, os turcos levaram a partida aos pênaltis após empatar nos acréscimos do segundo tempo da prorrogação.

A Rússia pode ser considerada a revelação e teve seu melhor desempenho em competições internacionais após o fim da União Soviética. Comandada pelo holandês Guus Hiddink, a equipe superou a última campeã Grécia na fase de grupos e eliminou a Holanda nas quartas-de-final.

Os holandeses venceram França e Itália no grupo C e seu futebol empolgante foi a sensação do início da Eurocopa. No entanto, a equipe se despediu com uma atuação abaixo da crítica nas quartas-de-final.

Italianos e franceses, que fizeram a final da última Copa do Mundo, tiveram um desempenho abaixo do esperado.

A equipe comandada por Raymond Domenech se despediu da Eurocopa ainda na primeira fase, após um empate com a Romênia e derrotas para Itália e Holanda.

Já os atuais campeões do mundo chegaram ao torneio europeu com um esquema definido em cima da hora pelo técnico Roberto Donadoni, que foi obrigado a mudar de tática após a derrota na estréia.

A equipe chegou às quartas-de-final, mas não passou pela Espanha e saiu da Eurocopa pela porta dos fundos. O resultado ruim causou a demissão de Donadoni, que será substituído por Marcello Lippi, campeão mundial em 2006.

Por sua vez, a seleção portuguesa pode ser considerada uma decepção, pois contava com o atacante Cristiano Ronaldo, apontado como melhor jogador da atualidade.

Apesar de boas atuações de Cristiano e do brasileiro naturalizado português Deco na primeira fase, Portugal não passou das quartas-de-final, quando perdeu para a Alemanha.

A Eurocopa marcou a despedida do brasileiro Luiz Felipe Scolari do comando da seleção portuguesa. Felipão defenderá o Chelsea, da Inglaterra, a partir de julho. O anúncio foi feito após a segunda partida de Portugal na Eurocopa, a vitória de 3 a 1 sobre a República Tcheca.

Quem também fez feio na Eurocopa foi a Grécia, campeã em 2004, que foi eliminada na primeira fase com três derrotas e apenas um gol marcado.

Desta forma, a França, campeã de 2000 e os gregos, terminaram a competição nos dois últimos lugares, respectivamente.

As anfitriãs Áustria e Suíça também fizeram campanhas discretas e não avançaram às quartas. Os austríacos, inclusive, tiveram o pior desempenho de um país-sede de Eurocopa.

Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo