iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

29/06 - 20:27

Em clássico ruim, Bota e Flu não saem do zero
Em clássico de baixo nível técnico, Fluminense e Botafogo empataram sem gols em partida disputada na noite deste domingo, no Maracanã, pela oitava rodada do Campeonato Brasileiro.

Gazeta Esportiva

O jogo foi marcado pelos erros de passes das duas equipes - quase 100 em 90 minutos - e pela falta de qualidade mostrada pelos dois times que foram muito vaiados pelos torcedores.

O Tricolor das Laranjeiras que continua sem vitórias no campeonato, ainda tem a desculpa de ter atuado com a equipe reserva, já que os titulares foram poupados para a decisão da Libertadores. O time de Renato Gaúcho segue na lanterna com três pontos ganhos. Já o Botafogo foi uma decepção completa para sua torcida. Com o empate, a equipe comandada por Geninho somou apenas o seu oitavo ponto e está na 16ª posição, com dois pontos a mais do que o Santos, que encabeça o pelotão dos quatro último colocados na tabela de classificação.

Na próxima rodada do Brasileiro o Botafogo vai receber o Grêmio no Engenhão enquanto o Fluminense vai à cidade de Jataí encarar o Goiás. Na quarta-feira, o Tricolor das Laranjeiras enfrenta a LDU, do Equador, pela final da Libertadores.

Diante de um Maracanã quase vazio, Fluminense e Botafogo iniciaram a partida de forma muito lenta e com muitos erros de passes. O time alvinegro se mostrava mais agressivo utilizando a subida dos laterais Alessandro e Triguinho mas os seguidos erros de passes inviabilizavam qualquer jogada de ataque mais eficiente. Já o Fluminense não conseguia sair da defesa tocando a bola e apelava para os chutões.

O primeiro chute a gol aconteceu aos 12 minutos quando Wellington Paulista arriscou de fora da área, a bola desviou no zagueiro Sandro e encobriu a meta do goleiro Fernando Henrique. A partida continuou muito truncada com os dois times não conseguindo trocar três passes seguidos e irritando a torcida, que passou a vaiar os dois times. O torcedor só voltou a se animar aos 25 minutos, quando Tartá foi lançado em profundidade e cruzou para entrada de David que 'furou' e perdeu a chance de inaugurar o placar. O Botafogo tinha mais posse de bola, mas o Fluminense era mais perigoso.

Aos 33 minutos, em cobrança de escanteio, Sandro, inteiramente livre, cabeceou em cima de Castillo que fez uma defesa segura. Logo depois, Túlio que havia sido atingido numa dividida, foi substituído pelo atacante Vanderlei, numa tentativa de Geninho de dar mais agressividade ao ataque, limitado às tentativas individuais de Carlos Alberto. Aos 37 minutos, Maurício foi lançado entre os zagueiros botafoguenses mas o goleiro Castillo saiu com precisão e evitou a conclusão do jogador tricolor no último lance importante da fase inicial, já que o resto do tempo até o apito de Leonardo Gaciba foi preeenchido por chutes tortos, passes errados e muitas faltas.

Os dois times voltaram sem modificações mas o Fluminense voltou com mais agressividade e quase marcou no primeiro minuto, quando Rafael recebeu dentro da pequena área mas chutou para fora. O Botafogo se assustou, mas demorou a se encontrar dentro de campo. O técnico Renato Gaúcho colocou Somália que fazia sua primeira partida depois de ter se recuperado da contusão que o tirou dos gramados por nove meses, mas o time de Geninho finalmente conseguiu criar uma jogada de perigo. Aos 22 minutos, Lúcio Flávio cabeceou para fora quando tinha condições de marcar e, no minuto seguinte, Maurício salvou na pequena área uma perigosa conclusão de Vanderlei.

Aos 33 minutos foi a vez de Carlos Alberto, com atuação discreta, chutar para fora quando tinha boas condições para marcar. Os dois técnicos gastaram todas as substituições mas o panorama não se modificou com os os dois times errando muito e provocando vaias constantes por parte da torcida. Nos minutos finais, o Botafogo ainda perdeu o zagueiro Ferrero, expulso de campo, mas o Fluminense não se mostrou interessado em aproveitar a vantagem numérica e a partida acabou debaixo de vaias por parte de uma decepcionada torcida.


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo