iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

29/06 - 20:32

Com pênalti polêmico, Grêmio e Inter empatam no clássico
O Clássico Gre-Nal de número 370 terminou empatado em 1 a 1 neste domingo – desta vez no estádio Olímpico, pelo Campeonato Brasileiro.

Gazeta Esportiva

O Inter foi melhor, saiu na frente, mas o Grêmio empatou com um pênalti polêmico aos 37 minutos da etapa final. Os colorados reclamaram muito do árbitro Alício Pena Junior, e os gremistas até comemoram o empate em casa com o tradicional rival.

A maior rivalidade do futebol gaúcho gerou inúmeras frases famosas no passar dos anos, como 'Gre-Nal é Gre-Nal', de Ildo Meneghetti, nos anos 40, e muitas teorias, como nunca há um favorito e quem nem sempre o melhor vence. Pois o Internacional estava por baixo, quase na zona do rebaixamento e o Grêmio co-liderava o Campeonato Brasileiro. O presidente do Inter, Vitório Píffero, irritou-se antes do jogo quando ouviu de um repórter que o Colorado seria zebra. Com irritações a parte, o Grêmio vivia um momento melhor, mas o Inter foi superior e igualou o clássico.

O Inter teve as melhores chances do jogo, mas o Grêmio pressionou muito no segundo tempo. Apesar de o Grêmio jogar em casa, com o apoio maciço da torcida, foi o Inter que começou melhor e administrou bem o jogo fora de casa. Precisando de reabilitação, o Colorado atacou mais na primeira etapa. A primeira chance do Inter veio aos 13 minutos, e Índio fez o gol colorado, colocando o Inter em vantagem logo no início do clássico. Após cobrança de escanteio por Alex, Marcão desviou de cabeça e Índio tocou para o fundo da rede: Inter 1 a 0.

O Inter ainda teve mais duas boas oportunidades de gol na etapa inicial, contra nenhuma do Grêmio. Aos 33 minutos Nilmar, tentou, mas Pereira salvou. Aos 44, Taison chutou para uma defesa parcial de Victor, que defendeu firme no rebote chutado por Alex.

Na etapa final, o Grêmio pressionou mais, mas a primeira chance foi do Inter, logo aos três minutos. Alex chutou forte em grande jogada do menino Taison, mas Victor defendeu a escanteio. O Inter estava melhor no jogo e teve pelo menos duas chances para fazer o segundo gol. Aos 14 minutos, Nilmar fez uma grande jogada, colocou a bola entre as pernas de Hélder, passou em velocidade pelo lateral gremista e cruzou para Alex perder um gol incrível. Aos 15, Taison, que fez uma grande estréia em Gre-Nal, deixou o gramado chorando e com uma lesão muscular na coxa direita.

O meia Alex fez mais uma grande jogada e chutou forte, da entrada da área, mas a bola passou raspando o poste do goleiro Victor. Aos 24, foi Ramon quem fez boa jogada para o Inter: ele chuta da entrada da área e a bola explode na trave. O Inter era melhor e o Grêmio tentava, na raça, atacar o Colorado.

Aos 33 minutos, porém, veio o lance que definiu o jogo. Roger fez um cruzamento da direita e Renan ficou com a bola, mas atingiu, na seqüência, o gremista Rodrigo Mendes. O árbitro Alício Pena Junior não marcou, mas o assistente baiano Alessandro Matos chamou o árbitro e apontou o lance. Alício atendeu ao assistente, expulsou Renan e marcou pênalti para o Grêmio. Após quatro minutos de interrupção e muita reclamação, Clemer entrou no lugar do lateral Ricardo Lopes e foi para o gol colorado. Roger cobrou o pênalti aos 37 minutos e empatou para o Grêmio.

Após o empate, o Inter fez o tempo passar e apenas tratou de se defender, enquanto o Grêmio tentava atacar, mas sem muita força e perigo. No final, tudo igual no Olímpico, 1 a 1 no clássico 370 entre Grêmio e Inter.

Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo