iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

26/06 - 09:24

Rússia faz revanche contra Espanha para tentar decisão inédita
Em situações diferentes, Rússia e Espanha decidem nesta quinta-feira a segunda vaga para a final da Eurocopa de 2008, em partida às 15h45 (horário de Brasília) no estádio Ernst Happel, em Viena

Gazeta Esportiva

Enquanto os espanhóis vêm embalados pelos bons resultados da primeira fase e lutam para confirmar as elevadas expectativas, os russos tentam dar mais um passo histórico e continuar surpreendendo.

As duas seleções já se enfrentaram na primeira rodada da fase de grupos, com uma convincente vitória por 4 a 1 da Espanha em Innsbruck, Áustria. Desde então, a Fúria confirmou seu favoritismo e passou em primeiro lugar na chave com 100% de aproveitamento. Nas quartas-de-final, os ibéricos ainda despacharam a Itália com um empate sem gols e uma vitória nos pênaltis.

Os russos, por sua vez, vêm alinhando surpresas na Euro. Apesar de caírem na primeira rodada, os comandados de Guus Hiddink reagiram e conseguiram a classificação, graças às vitórias sobre Grécia (1 a 0) e Suécia (2 a 0). Nas quartas, a equipe aprontou mais uma e colocou por terra o sonho da embalada Holanda, vencendo por 3 a 1 com dois gols na prorrogação.

As duas seleções ainda têm o histórico de terem vencido as duas primeiras edições da Euro – a Rússia, ainda como União Soviética, faturou em 1960, mas perdeu a final de 1964 exatamente para a Espanha. Desde então, alternaram boas apresentações na competição, mas nunca mais ergueram a taça. A Espanha foi vice em 1984, enquanto a URSS ficou no quase em 1972 e 1988.

Desde o fim da Guerra Fria, os russos nunca conseguiram ir tão longe quanto conseguiam durante o bloco soviético. Eliminada na fase de grupos em 1996 e em 2004, a equipe não passou pela fase de pré-classificação em 2000. Em 1992, o país ficou entre as oito melhores, mas ainda atuando como Comunidade dos Estados Independentes (CEI). Agora como país independente, a Rússia já garantiu sua melhor campanha da história do torneio.

Mas Guus Hiddink quer superar a Espanha e continuar fazendo história. O treinador, porém, não poderá contar com o zagueiro Denis Kolodin e com o volante Dmitri Torbinski, suspensos pelo segundo amarelo recebido frente aos holandeses. Como o primeiro é titular da defesa, o holandês deve apostar na escalação de Zyryanov, volante improvisado para compor o setor.

A Espanha, por sua vez, terá mais opções para sua escalação, já que o técnico Luis Aragonés não conta com jogadores suspensos. Desta forma, o treinador tem boas chances de apostar na mesma equipe que passou pelos italianos nas quartas. David Villa, artilheiro da Eurocopa com quatro gols, está mantido no ataque ao lado de Fernando Torres.

FICHA TÉCNICA
RÚSSIA X ESPANHA

Local: Ernst Happel Stadion, em Viena, Áustria
Data: 26 de junho de 2008, quinta-feira
Horário: 15h45 (horário de Brasília)
Árbitro: Frank de Bleeckere (BEL)
Assistentes: Peter Hermans (BEL) e Alex Verstraeten (BEL)

RÚSSIA: Akinfeev; Anyukov, Ignashevich, Zyryanov e Zhirkov; Semak, Semchov, Bilyaletdinov, Saenko e Arshavin; Pavlyuchenko Técnico: Guus Hiddink

ESPANHA: Casillas; Sérgio Ramos, Puyol, Marchena e Capdevila; Marcos Senna, Xavi, Iniesta e David Silva; David Villa e Fernando Torres Técnico: Luis Aragonés


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo
Contador de notícias