iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

25/06 - 15:05

Botafogo busca reforços para meio-campo e ataque
A diretoria do Botafogo, que ainda luta para pagar os dois meses de salários atrasados, também planeja a contratação de reforços para dar mais opções de trabalho a Geninho na seqüência do Campeonato Brasileiro. Segundo a cúpula do clube, as principais carências e alvos de interesses botafoguenses estão no setor de criatividade do meio-de-campo e no ataque.

Gazeta Esportiva

A chegada de um centroavante com características de artilheiro é tida como fundamental, uma vez que Wellington Paulista vem amargando um jejum de gols. Vanderlei, contratado junto ao Atlético-MG, e Fábio são considerados apenas como peças de reposição.

Sem muitas opções no mercado interno, o clube volta as baterias para clubes argentinos, e espera a abertura da janela de transferências para investir. Nomes, porém, ainda são mantidos em sigilo.

“O Botafogo não tem dinheiro para investir de forma pesada e nem para ficar competindo com outros clubes de maior poder aquisitivo. Por isso, não queremos ficar falando em nomes, pois assim os demais concorrentes não ficam sabendo que está nos nossos planos”, disse Ricardo Rotemberg, colaborador do departamento de futebol e responsável pelas contratações no Glorioso.

Justamente por não ter dinheiro para investir pesado, o clube sequer tentou contratar o atacante André Lima, que tem vínculo com o Hertha Berlim-ALE e é pretendido por São Paulo e Internacional.

Baixa – O lateral-direito Índio, recentemente promovido das categorias de base do Bota e apontado como uma das esperanças dentre os jovens do plantel, vai ficar afastado dos gramados até 2009. Isso porque ele terá de se submeter a uma cirurgia, já que rompeu o ligamento cruzado e o menisco do joelho esquerdo.

Além dele, o Botafogo conta para a lateral com Alessandro, titular atualmente, e com o volante Túlio Souza, que costuma ser improvisado no setor.

Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo