iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

24/06 - 13:23

Rummenigge comemora acordo de pagamentos entre clubes e seleções na Eurocopa
O presidente da Associação Européia de Clubes de futebol (ECA, na sigla em inglês), Karl-Heinz Rummenigge, afirmou hoje que o acordo de pagamento aos times pelos jogadores que atuaram na Eurocopa de 2008 mostra que o relacionamento entre clubes e seleções segue por "um bom caminho".

EFE

GENEBRA (Suiça) - "O acordo estabelece que os clubes receberão quatro mil euros por cada partida que um jogador seu disputar. Era uma reivindicação antiga nossa, e por isso considero que é o primeiro passo para um bom entendimento", afirmou Rummenigge em entrevista coletiva.

O dirigente esteve hoje em Genebra apresentando a ECA, criada oficialmente em janeiro deste ano. O acordo ao qual se refere foi alcançado com a Uefa, e outro semelhante já foi estabelecido para as Copas do Mundo da África do Sul, em 2010, e do Brasil, em 2014.

"Michel Platini (presidente da Uefa) ajudou muito, pois o fato de ele ter aceitado forçou a Fifa a fazer o mesmo", disse o dirigente e presidente do Bayern de Munique.

Segundo os dados apresentados pelo presidente da ECA, no total, a Uefa dará aos clubes 43,5 milhões de euros pela Eurocopa 2008, e 55 milhões de euros para a de 2012. Além disso, a Fifa distribuirá US$ 110 milhões para as Copas do Mundo de 2010 e 2014.

A respeito da polêmica proposta do presidente da Fifa, Joseph Blatter, de obrigar os clubes europeus a escalarem seis jogadores selecionáveis pelos países dos times (a chamada "regra 6+5"), Rummenigge insistiu que a ECA está totalmente contra, e citou como exemplo a atual Eurocopa.

"Não vejo motivo para modificações, todos na Europa vêem o excelente nível de futebol. Os jogadores mostraram que são fantásticos, para que mudar?", questionou.

Perguntado se a associação entraria com uma ação judicial caso Blatter insistisse com a idéia, Rummenigge disse que não apóia processos legais nesses casos, e acrescentou que considera que os 103 clubes que formam a ECA estão todos contra a regra 6+5.

A ECA realizará sua primeira assembléia geral nos dias 6, 7 e 8 de julho, na localidade suíça de Nyon. No encontro, será instituído um novo Conselho Executivo - o atual é interino -, que reelegerá ou destituirá Rummenigge e seu "número dois", o presidente do Barcelona, Joan Laporta.

"Tentarei ser reeleito", anunciou Rummenigge, que disse desconhecer se havia outros candidatos ao cargo.

Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo