iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

24/06 - 18:21

No Ipatinga, Mariano reconhece: não jogou por falta de salários
Dentro de campo, a situação do Ipatinga no Campeonato Brasileiro é muito ruim: com apenas cinco pontos em sete jogos, a equipe ocupa a vice-lanterna da competição, à frente apenas do Fluminense. Depois de vencer o Vitória na quarta rodada, a equipe conseguiu somente um empate com o Náutico, perdendo para Atlético-MG (4 a 2) e Flamengo (3 a 1) nas dois últimos jogos.

Gazeta Esportiva

Fora das quatro linhas, porém, a situação não é melhor: o próprio clube admite que não paga salários a seus jogadores há dois meses. Por não receber seus vencimentos, o técnico Giba deixou o cargo após a derrota para o Atlético-MG, enfurecendo o presidente Itair Machado. O dirigente prometeu acertar a situação, mas o problema continua se desdobrando na equipe do Vale do Aço.

Entre os jogadores, a insatisfação é pública. Nomes como o lateral Mariano e o volante Jackson estariam prestes a sair, podendo acertar respectivamente com Botafogo e Figueirense. Pelo mesmo motivo de Giba, Mariano teria até mesmo fugido da concentração quadricolor neste fim-de-semana, antes da partida em casa contra o Flamengo. O jogador nega a fuga, mas desabafou sobre a questão salarial.

“Em nenhum momento fugi da concentração. Eu me concentrei com meus companheiros na sexta-feira e, na manhã do sábado, procurei o treinador (Ricardo Drubscky) e o presidente do clube para dizer a eles que não me sentia em condições de ajudar o Ipatinga naquela partida”, disse o lateral, que desfalcou o Tigre no final de semana, em nota oficial.

Mesmo assim, Mariano reconheceu que não atuou por falta de salário. “Disse aos dois que o motivo que me fazia tomar aquela decisão era toda a questão envolvendo salários atrasados e uma possibilidade de negociação”, reconheceu. “Só depois de conversar com o presidente e o treinador é que, em vez de voltar à concentração, fui para minha casa. Portanto, repito: não houve nenhuma fuga.”

Mariano não demonstra arrependimento com a decisão tomada no final de semana, e acredita que sua escalação não iria contribuir com o Ipatinga no jogo contra o Flamengo. O jogador não fala sobre uma possível saída do clube, mas diz que irá cumprir seu compromisso e que torce por um desfecho feliz para o caso.

“Sei das minhas responsabilidades como jogador, dos meus direitos e deveres, e pensei muito nisso antes de tomar a atitude que tomei. Só fiz isso porque realmente não me sentia em condições de ajudar meus companheiros naquele jogo”, explicou o lateral. “Retornei aos treinamentos nesta segunda-feira na expectativa de que essa situação possa ser resolvida em breve”, concluiu.

Leia mais:
Giba rebate críticas e garante: deixou Ipatinga sem pagamento (18/06/2008)
Presidente do Ipatinga dispara contra Giba: 'Ele é mau caráter' (17/06/2008)

Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo