iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

23/06 - 15:20

Ciente do “peso da camisa”, Muricy pensa em reposições
O técnico Muricy Ramalho está acostumado a ouvir que o futebol europeu está interessado em jogadores do São Paulo. Nos últimos anos, o treinador se habituou a garimpar atletas para suprir a ausência de talentos que foram negociados com equipes européias.

Gazeta Esportiva

Agora, a ameaça recai sobre os jovens Alex Silva e Hernanes, que têm o nome constantemente citados no mercado do exterior.

“Há dois anos e meio isso acontece comigo. Tiraram minha dupla de volantes e os dois foram para a seleção. Até conseguir uma dupla de volantes dá trabalho. Os jogadores que peço para reposição custam caro e o São Paulo não contrata. Acho que por isso (trabalho de reposição) que eles gostam um pouco do meu trabalho”, afirmou o comandante, lembrando que Josué e Mineiro se transferiram ao futebol europeu e hoje vestem a camisa da seleção principal do técnico Dunga.

Alex Silva e Hernanes despertaram o interesse do Barcelona e podem se transferir para o futebol do Velho Continente. Mesmo se eles não forem negociados com o clube espanhol, ambos devem desfalcar o Tricolor em breve, já que provavelmente serão convocados para os Jogos Olímpicos de Pequim.

Mesmo com o histórico de descobrir boas soluções para desfalques, o treinador são-paulino explicou que não é tão simples encontrar jogadores prontos para vestir a camisa do clube. Muricy, inclusive, citou os ex-botafoguenses Juninho e Joílson como exemplos. A dupla demorou a se firmar no clube do Morumbi.

“Eles chegaram ao São Paulo e sentiram a pressão aqui, já que a camisa pesa um pouquinho. Agora, eles estão acostumando à cidade, ao clube... Antes, havia a pressão também para ganhar a Libertadores. E se o Joílson e o Juninho sentiram, imaginem os meninos. O importante é não desistir dos jogadores. No futebol, acontece muito de um jogador não ir bem e já tirarem o cara. Eu não desisto, e os dois estão melhorando”, concluiu.

Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo