iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

22/06 - 13:13

Seleção olímpica vence, mas é vaiada pela torcida
A fase não anda boa para a seleção brasileira. Depois da equipe principal perder para o Paraguai e empatar empate sem gols com a Argentina pelas Eliminatórias para a Copa de 2010, neste domingo, foi a vez do time olímpico, mesmo vencendo um combinado carioca por 1 a 0, receber vaias da torcida que compareceu ao jogo em Volta Redonda

Gazeta Esportiva

Em uma partida em que um jogador substituído voltou à partida, Alexandre Pato marcou o gol da vitória brasileira, mas não impediu as vaias da torcida, que também pediu a saída de Dunga.

O jogo
Antes mesmo da partida começar, ainda que fosse um amistoso, a torcida presente no estádio vaiou Dunga quando foi anunciada a escalação da equipe. Apenas os nomes de Robinho e Diego foram aplaudidos.

Quando a bola rolou,o combinado carioca começou melhor, tocando mais a bola. Contudo, foi a seleção olímpica que saiu na frente.

Logo aos sete minutos, contando com uma falha da zaga adversária, Alexandre Pato abriu o placar. O zagueiro Rodrigo Arroz recuou mal para Cássio e o atacante do Milan aproveitou para driblar o goleiro e tocar para o gol.

Apesar de abrir o placar, a seleção olímpica seguia jogando mal e só não levou o empate aos 26 minutos porque Marquinho, livre na cara de Diego Alves chutou por cima do travessão, perdendo um gol feito.

O mau futebol apresentado levou o técnico Dunga a reclamar da equipe, pedindo mais movimentação. O puxão de orelha dá certo e aos 28 minutos, a seleção brasileira cria uma boa chance.

Breno sobe ao ataque e toca para Ramires chutar em cima de Cássio. No rebote, Robinho chuta por cima do gol.

Este, aliás, seria o único de efetivo perigo no primeiro tempo, que ainda teve a substituição na seleção olímpica do volante Lucas, com um problema muscular, deu lugar a Charles. No momento em que deixou o campo, o ex-gremista muitos aplausos da torcida.

Contudo, a mesma coisa não aconteceu com Dunga. Ao final do primeiro tempo, o grito que ecoava das arquibancadas era de “Adeus, Dunga”.

Para o segundo tempo, Dunga promoveu mais quatro alterações na seleção olímpica, que voltou atacando mais.

Rafael Sóbis, um dos que entraram, cobrou falta e a bola passou perto do gol adversário. Em seguida, foi a vez de Alexandre Pato arriscar de fora da área.

Contudo, aos 11 minutos, André Lima, aproveitando cruzamento de Egídio, por muito pouco não empatou o jogo.

A seleção olímpica voltaria ao ataque aos 16 minutos, quando Filipe cobrou falta e a bola passou perto do travessão. Sete minutos depois, no último lance antes de ser substituído por Pedro Oldoni, Pato tentou encobri Cássio, mas não pegou bem na bola.

Apesar da melhora da seleção olímpica, a torcida continuava impaciente e chegou a chamar o selecionado brasileiro de timinho.

Aos 33 minutos, um lance curioso. O goleiro da seleção carioca, Marcelo Lomba, que havia acabado de entrar na partida, sai da área com as mãos e é expulso. Neste momento, Cássio, que havia sido substituído, voltou para o jogo.

A partir daí, o jogo seguiu sem nenhum lance de perigo, para a indignação dos torcedores lá presentes, que vaiavam a equipe brasileira e pediam a saída de Dunga.


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo