iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

22/06 - 14:09

Atacante Nihat é cortado por lesão e aumenta lista de desfalques da Turquia
O veterano atacante Nihat Kahveci foi cortado da seleção da Turquia que disputa a Eurocopa após ter sido confirmado que sua lesão nos adutores o manterá inativo por mais de uma semana, anunciou a federação de futebol do país

EFE

O atacante já estava descartado para a partida das semifinais da próxima quarta, diante da Alemanha, mas o corte do jogador só veio hoje.

Com a ausência de Nihat, o técnico Fatih Terim tem ao todo dez desfalques, entre lesionados e suspensos, e conta apenas com 11 jogadores de linha e dois goleiros. Com isso, ele estuda a possibilidade de o goleiro Tolga Zengin, terceiro na preferência, tenha que entrar em campo em algum momento da partida para jogar como zagueiro ou centroavante.

Além de Nihat, os meias Tumer Metin e Emre Belozoglu estão lesionados desde o início da Eurocopa, enquanto o zagueiro Emre Gungor e o volante Ayhan Akman ficaram de fora após a fase de grupos.

O zagueiro Servet Çetin, principal peça da defesa, também se lesionou na partida contra a República Tcheca e é muito difícil que se recupere antes do jogo de quarta, no estádio St. Jakob-Park da Basiléia.

Três jogadores - Tuncay Sanli, Arda Turan e Emre Asik - estão suspensos por acumulação de cartões, além do goleiro Volkan, expulso contra os tchecos e sobre o qual a Uefa deverá decidir na segunda-feira se será perdoado em um dos jogos de suspensão.

A única boa notícia é que, contra a Alemanha, o volante brasileiro naturalizado turco Mehmet Aurélio poderá ser escalado por já ter cumprido suspensão.

As normas da Uefa para o torneio permitem a substituição de jogadores por lesão apenas antes da disputa da primeira partida. Por isso, Terim já pensa em mudar de posição o goleiro Tolga Zengin.

O goleiro do Trabzonspor, de 25 anos, poderia ajudar na defesa ou na frente, para atrapalhar a marcação do rival. "Ele poderia entrar no fim como líbero ou centroavante. Não podemos nos dar ao luxo de permitir que os jogadores escolham onde querem jogar", disse hoje Terim.

O treinador turco, no entanto, não quer se passar por vítima e afirma que sua seleção, que chegou à semifinal após três partidas nas quais reagiu nos acréscimos, é capaz de um novo milagre.

"Já mostramos muitas vezes que podemos conseguir o impossível.

Tenho fé em minha equipe e na nossa habilidade para chegar à final", afirmou. 

Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo