iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

21/06 - 08:49

Corinthians testa indiferença à Copa do Brasil contra a Ponte
A ausência do goleiro Felipe é uma das poucas mudanças do Corinthians após o vice-campeonato da Copa do Brasil. A equipe provou com uma goleada sobre o Brasiliense que não está abatida para disputar a Série B do Campeonato Brasileiro.

Gazeta Esportiva

O objetivo é seguir assim contra a Ponte Preta, neste sábado, às 16h (de Brasília), em Campinas.

Na liderança com seis vitórias em seis jogos disputados, sendo seis pontos de vantagem para o segundo colocado São Caetano, o elenco do Corinthians já fala pouco em combater a decepção por perder o título da Copa do Brasil e muito em conter a euforia pela campanha impecável na Segundona.

“O aproveitamento de 100% dá uma confiança maior, mas não devemos transformar uma coisa boa em negativa. Já disse outras vezes que seria difícil, impossível, utópico, manter esse porcentual até o fim”, alertou o técnico Mano Menezes. “Também passamos a ser um desafio maior para os adversários. Todos querem tirar pontos do Corinthians”, acrescentou.

Para o atacante Herrera, um dos poucos poupados pela torcida nos protestos após a derrota para o Sport, a equipe mostrou qualidade para esquecer a Copa do Brasil e superar a adversidade citada por Mano. “Não sei se mudou muita coisa depois que perdemos. Lógico que ficamos chateados, porque queríamos a vaga na Libertadores. Mas estamos treinando e jogando do mesmo jeito”, observou o argentino.

Quem não treina e, muito menos, joga como anteriormente é o goleiro Felipe. Mano Menezes explicou que só voltará a relacionar o jogador quando ele estiver empenhado. Até lá, Júlio César tenta tornar seu concorrente reserva definitivo. “Estou trabalhando há oito anos no Corinthians para ganhar essa chance. Ela chegou”, afirmou o novo titular.

O zagueiro William, o volante Fabinho, o lateral-esquerdo Wellington Saci e o lateral-direito Alessandro também não enfrentarão a Ponte Preta. Mano preferiu preservar os três primeiros, independentemente do resultado de seus julgamentos no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD). Já o último está lesionado.

“O julgamento [na sexta-feira] acabará muito tarde, quando já estaremos em Campinas. Levá-los seria um prejuízo para a equipe”, argumentou o treinador, que confirmou as entradas de Fábio Ferreira na defesa, Nilton no meio-campo e Carlos Alberto na lateral direita. “Já houve situações em que não contamos com o time todo, e o desempenho foi satisfatório”, confiou Mano.

Na Ponte Preta, os desfalques são o volante Deda e o meia Renato, suspensos. A equipe de Campinas conta com a motivação trazida pela estréia do técnico Paulo Bonamigo para voltar a vencer após quatro rodadas. À beira da zona de rebaixamento da Série B, com apenas seis pontos, ele escalou três zagueiros para parar o Corinthians.

O técnico Mano Menezes prega respeito ao adversário. “Será uma partida muito difícil. A Ponte Preta acabou de modificar a sua comissão técnica, o que produz uma diferença de comportamento dos jogadores. Também é sempre muito difícil jogar em Campinas”, advertiu.

FICHA TÉCNICA
PONTE PRETA X CORINTHIANS


Local: Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas (SP)
Data: 21 de junho de 2008, sábado
Horário: 16h10 (de Brasília)
Árbitro: Phillippe Lombard (SP)
Assistentes: Márcio Luiz Augusto e Anderson José de Moraes Coelho (ambos de SP)

PONTE PRETA: Aranha; César, João Paulo e Jean; Eduardo Arroz, Ricardo Conceição, Bilica, Leandrinho e Vicente; Luís Ricardo e Wanderley
Técnico:
Paulo Bonamigo

CORINTHIANS: Júlio César; Carlos Alberto, Fábio Ferreira, Chicão e André Santos; Nilton, Eduardo Ramos, Elias e Douglas; Dentinho e Herrera
Técnico: Mano Menezes

Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo