iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

20/06 - 13:00

Muricy confia em Dunga e volta a condenar hipocrisia
O técnico Muricy Ramalho mantém sua opinião de que há treinadores no Brasil de olho na vaga de Dunga na seleção brasileira.No início da semana, o comandante são-paulino expressou sua opinião e, mesmo sem ter citado nomes, ouviu a resposta do palmeirense Wanderley Luxemburgo por meio da imprensa

Gazeta Esportiva

Muricy, então, manteve sua opinião nesta sexta, apesar de não falar o nome do rival.

“Não falei nome de ninguém, mas não tiro uma palavra do que eu disse. Não tenho hipocrisia. Tem gente que fala que vai torcer pelo Dunga, mas não vai nada, é muita mentirinha. Não citei o nome de ninguém, mas falo o que acho e acabou. Tenho uma filosofia de vida. Não falei para atingir ninguém, mas existe (torcida contra Dunga)”, afirmou.

Apesar de Muricy não ter citado nomes na reclamação que fez na segunda-feira, Luxemburgo rebateu no dia seguinte as declarações do são-paulino. “Falam que eu faço lobby... Onde fiz lobby para ir para Lyon, Fenerbahce, México, Portugal e seleção brasileira? O lobby do Luxa são as conquistas. Torço, sou brasileiro e quero que Brasil o ganhe, que o Dunga vá à Copa do Mundo. No dia em que o cargo estiver vago quero ser um dos postulantes, pois tenho capacidade. Estou de olho em 2014”.

Mesmo depois do empate sem gols do Brasil com a Argentina, Muricy Ramalho demonstrou confiança no trabalho de Dunga na seleção brasileira. “Ele vai ficar mais forte agora e vai ganhar experiência como treinador. Em situação mais delicada, o técnico aprende. Vai se fortalecer e voltar muito mais forte nos próximos jogos”.

O treinador são-paulino ainda se mostrou irritado com o fato de a torcida ter entoado o coro de “jumento” no Mineirão. “Faz parte do futebol, mas ninguém é burro ou jumento. As pessoas têm de entender que tem esposa e filhos. Ele faz um trabalho excepcional em Porto Alegre com crianças. Ele é ser humano e deve estar aborrecido, quer fazer o melhor. É preciso tomar cuidado com o que falam porque atrás da pessoa tem muita gente. Esse negócio de jumento é ridículo”.

Muricy ainda explicou que o desgaste físico dos jogadores da seleção dificultou o trabalho de Dunga nos jogos contra Paraguai e Argentina pelas Eliminatórias da Copa do Mundo. “O final de temporada da Europa prejudicou demais nossos atletas. Os jogadores velocistas ficam com dificuldade. Por mais que seja um craque, a condição física é importantíssima”, comentou.

Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo