iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

19/06 - 21:24

Grupo pede atitude para vencer fora, mas Luxa vê caminho natural
Após seis rodadas, o Palmeiras soma dez pontos no Campeonato Brasileiro, nove deles conquistados no três jogos realizados no Palestra Itália. Com apenas um ponto fora de seus domínios, a equipe busca sua primeira vitória longe de casa neste domingo, contra o Vasco.

Gazeta Esportiva

E os jogadores estão determinados a triunfar como visitante o quanto antes.

Em quinto lugar na tabela, a três pontos do líder Flamengo, o Verdão está conciente de que voltar do Rio de Janeiro com uma vitória é importante. Por isso, o elenco diz ter a receita para o sucesso em terras adversárias: atitude.

“Acho que o que falta para vencer fora de casa é atitude. Temos que respeitar o adversário marcando em cima. Quando tiver a bola, tem que jogar e surpreender. O Brasileiro é disputado. Temos um time forte, de qualidade, mas tem que somar pontos fora se quisermos o título”, apontou Elder Granja, torcendo para que a retomada fora de casa dê seu pontapé inicial em São Januário.

“Esperamos que a vitória fora aconteça no domingo. Sabemos que é difícil enfrentar o Vasco em São Januário, mas vamos em busca da vitória. Tivemos uma semana forte para trabalhar, temos todos os jogadores à disposição e isso é bom para o treinador e para o time dar o máximo”, comemorou.

Se o lateral-direito aponta a necessidade de não ter bons resultados apenas no Parque Antártica, Wanderley Luxemburgo é mais ponderado. Técnico com mais títulos na história do Campeonato Brasileiro, o comandante palmeirense não quer colocar pressão no grupo e vê tudo dentro do seu planejamento inicial.

“Se eles acham que está faltando atitude, é ótimo que tenham. Mas está tudo dentro do caminho natural. Temos dez pontos, contra 13 de quem está na liderança. E tem muita coisa acontecendo já em seis rodadas. Até a 38ª rodada, vai ter confusão para ‘mais de metro’”, previu.

Diferentemente de seus jogadores, Luxa não revela qual é o segredo para vencer fora de casa. “Se for segredo, como eu vou falar? Falo só para os jogadores. Daqui a pouco, a gente começa a fazer gols, e falam que começou a tomar. O segredo é o último jogo, no dia 7 de dezembro, você estar na liderança e ganhar o campeonato. Até lá, terão muitos segredos a serem perguntados”, filosofou.

Neste ponto, Elder Granja concorda com o treinador, principalmente se houver a comparação com a trajetória palmeirense no título paulista. “A princípio, está bem parecido. No Paulista, nós também perdemos alguns pontos no início. Esperamos dar seqüência agora no Brasileiro para assumir a liderança e conquistar o título”, finalizou.

Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo