iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

17/06 - 14:41

Seleção mostra tranqüilidade, apesar de admitir pressão
Os jogadores da seleção brasileira adotaram uma postura tranqüila diante das críticas à atuação contra Paraguai, no domingo, pelas Eliminatórias da Copa do Mundo

Agência Estado

Os jogadores admitiram que a pressão por uma vitória contra a Argentina, na quarta-feira, em Belo Horizonte, é grande, mas disseram que as cobranças não vão atrapalhar o desempenho do time.

"Essa pressão existe, claro, e só vai acabar com um bom resultado. Se tivermos um resultado positivo, as coisas mudam completamente", afirmou Robinho, que criticou a apatia da equipe na derrota de 2 a 0 para os paraguaios ainda na saída do Estádio Defensores del Chaco.

O meia Julio Baptista, que pode ser uma das novidades da equipe contra a Argentina, vê no confronto uma oportunidade de a seleção brasileira recuperar prestígio. "A derrota para o Paraguai já foi bem assimilada a derrota. Este jogo contra a Argentina é outra oportunidade para mostrar que as pessoas podem confiar no nosso trabalho."

Um mau resultado diante da maior rival pode complicar a situação do técnico Dunga à frente da seleção. Mas, para o zagueiro Lúcio, a possibilidade de o treinador deixar o cargo não passa de especulação. "Quando se perde as pessoas começam a falar muitas coisas, começam com especulações e aí o primeiro que sofre é o técnico."

O goleiro Júlio César ressaltou a tranqüilidade da equipe e prometeu uma boa partida no Mineirão. "Sabemos que a pressão é grande, mas estamos tranqüilos e prontos para jogar uma grande partida contra a Argentina."


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo