iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

16/06 - 16:17

Tite refuta 'futebol de resultado' e exige equipe obediente
Depois de vencer o Botafogo por 2 a 1 em sua estréia no comando do Internacional, o técnico Tite já começou a apresentar ao elenco duas de suas principais características: a disciplina e motivação. Deixando de lado o ‘futebol de resultado’, é isso que o treinador irá exigir dos jogadores, já a partir do confronto com o Vitória, no domingo.

Gazeta Esportiva

“Tem que jogar bem e vencer. Jogar bem e vencer”, reforçou Tite à Rádio Brasil, antes de explicar: “Isso dá personalidade e confiança. Eu não acredito em futebol de resultado, em time que o próprio goleiro é o melhor em campo, leva duas bolas na trave e acha um gol. A confiança é gerada com bom futebol”.

Para alcançar seu objetivo, o comandante já definiu o esquema tático que será utilizado: uma variação do 4-4-2. Serão zagueiros e laterais jogando em linha, atrás de um volante centralizado e dois armadores. Na frente, dois meias serão responsáveis pela aproximação com o atacante Nilmar, que já a alguns jogos reclama por ficar isolado.

“Não vejo a possibilidade do 3-5-2. Hoje, pela característica dos jogadores, é essa a base. Era isso que eu repetia para os jogadores: é linha de quatro! É linha de quatro, para dar confiança. Minha exigência maior foi a obediência tática”, disse o técnico, que já começa a certar o posicionamento da equipe.

Tite ainda lamentou a presença do clássico com o Grêmio logo no início de seu trabalho no Inter. A partida acontece em duas semanas e pode sacramentar a reação da equipe no nacional ou acabar como ‘balde de água fria’ no Beira-Rio.

“É um risco e uma oportunidade. Mas não é o meu foco. São os mesmos três pontos que estão em jogo contra o Vitória, mas seria melhor não estar tão próximo na tabela, para trabalhar mais. Mas eu já sabia que seria assim”, declarou Tite.

Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo