iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

16/06 - 13:59

Dunga não descarta mudança e cobra atitude diferente
Após a derrota por 2 a 0 para o Paraguai, a seleção brasileira terá pelo menos uma mudança para enfrentar a Argentina. Mas, por enquanto, a alteração prometida pelo técnico Dunga não é na defesa, no meio-campo ou no ataque.

Agência Estado

A mudança a que o técnico se refere é no comportamento da equipe em campo, quaisquer que sejam os 11 titulares no jogo contra a Argentina, na quarta-feira, em Belo Horizonte.

"Às vezes a mudança de atitude é muito mais importante que a mudança no time", afirmou o treinador em entrevista coletiva nesta segunda-feira. Dunga não quis entrar em detalhes sobre a escalação e afirmou que o momento é de conversar e dar confiança aos jogadores. "Vamos na base da conversa, na base da atitude. Seguramente vamos render muito mais do que contra o Paraguai."

Diante da seleção paraguaia, o Brasil portou-se de forma apática, principalmente no primeiro tempo. "Foi uma atuação ruim, tanto individual quanto coletiva, mas que melhorou na segunda etapa", avaliou o técnico, que foi ríspido ao falar sobre a formação do meio-campo com três volantes - Mineiro, Josué e Gilberto Silva.

"Quando eu entrei na seleção, cobravam porque não convocava o Mineiro e o Josué, agora me cobram porque eu não convoco. Já vencemos e perdemos com eles. É que, quando perdemos, começam as críticas. Todo mundo quer mandar na casa, quero ver pegar a chave da casa e organizar", afirmou o treinador.

Mesmo sem falar abertamente em mudanças, Dunga pode, sim, alterar a formação do meio-campo. A primeira opção seria a entrada de Anderson no lugar de um dos volantes. "Quando o jogador tem a oportunidade, tem de aproveitar. E é o caso do Anderson, que entrou bem", elogiou.

Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo