iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

15/06 - 15:58

Reeditado, “quarteto fantástico” mantém ótimo aproveitamento
Se o técnico Wanderley Luxemburgo não quiser esperar muito tempo para colocar o Palmeiras na liderança do Campeonato Brasileiro, basta apelar para o “quarteto fantástico” formado pelos meias Valdívia e Diego Souza e pelos atacantes Kléber e Alex Mineiro. Os números do Verdão na temporada provam isso.

Gazeta Esportiva

Nas 13 vezes em que o treinador colocou os quatro vértices do quadrado em campo ao mesmo tempo, o Palmeiras foi praticamente imbatível, acumulando dez vitórias e três derrotas, o que resulta em um aproveitamento de 76,92% dos pontos disputados.

O bom retrospecto da equipe com os quatro jogadores juntos é, para o atacante Kléber, o “mapa da mina” para o Verdão seguir na trilha das vitórias no Campeonato Brasileiro. “Eu, o Alex Mineiro, o Valdívia e o Diego Souza fizemos ótimos jogos quando atuamos juntos no Paulista e esperamos reeditar isso agora no Brasileiro, pois o entrosamento existe”, comentou.

A partida contra o Cruzeiro foi apenas a segunda da equipe no Brasileirão com o “quarteto fantástico” em campo. Antes da goleada sobre a Raposa, o Verdão havia colocado os quatro jogadores na estréia da competição, quando foi derrotado por 2 a 0 pelo Coritiba, na capital paranaense.

Na conquista do título paulista, o “quarteto fantástico” do Alviverde acumulou oito triunfos e foi decisivo para o fim do jejum, passando por Corinthians (1 a 0), Bragantino (5 a 2), Ponte Preta (2 a 1), São Paulo (4 a 1), Paulista (2 a 0), São Paulo (2 a 0), Ponte Preta (1 a 0) e Ponte Preta (5 a 0), além de sofrer uma derrota, na primeira semifinal contra o São Paulo, por 2 a 1.

Pela Copa do Brasil, os quatro participaram com destaque do massacre palmeirense sobre o Central, em Caruaru, pela segunda fase da competição, marcando quatro dos cinco gols do Verdão na goleada por 5 a 1 sobre o time do agreste pernambucano (dois de Alex Mineiro, um de Kléber e um de Valdívia). Para contrastar, também estiveram presentes na eliminação da equipe da competição, novamente no Recife, diante do Sport: 4 a 1.

O meia Diego Souza, um dos integrantes do quarteto, reconheceu que os números são favoráveis, mas, ao contrário de Kléber, tratou logo de tentar desassociar o sucesso da equipe ao bom rendimento do grupo em campo. “Temos um aproveitamento muito bom, mas não é sempre que estaremos os quatro juntos”, ressaltou, com propriedade.

“O elenco ainda tem o Denílson, que é um excelente jogador, campeão do mundo, e o Lenny, que é uma jovem promessa. O mais importante é entrarmos em campo sempre com a mesma postura, vibrante, pois é assim a gente vai conseguir mais vitórias”, finalizou o camisa sete.

Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo