iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

14/06 - 18:25

Felipão diz que transferência para Chelsea não abala seleção portuguesa
O técnico brasileiro Luiz Felipe Scolari afirmou hoje que o rendimento da seleção portuguesa na Eurocopa não será prejudicado por sua contratação pelo Chelsea.

EFE

BASILÉIA (Suiça) - Antes do início de sua entrevista coletiva, Felipão fez esclarecimentos sobre sua contratação pelo clube inglês, afirmando que todas as negociações foram feitas com o conhecimento da Federação Portuguesa de Futebol (FPF).

"Tenho contrato com Portugal até o fim do mês. Fui liberado pela Federação assinar com o Chelsea. Todos sabíamos que um dia a relação acabaria. Agora, resolvi que o melhor para mim era o que foi decidido há três dias", disse o brasileiro.

"Agora estou me dedicando a Portugal e depois virá o outro assunto. Aqui há um ambiente muito bom, gosto do país, estou bem com meus jogadores. Tenho carinho pelo povo, pelas pessoas com quem trabalhei nestes cinco anos e meio. Apenas o local de trabalho mudará", continuou.

Apesar de ter tentado encerrar o assunto antes do início da coletiva, Felipão continuou a ser perguntado sobre sua saída, e reagiu com respostas diretas.

"Quando Portugal perde, o responsável sempre sou eu", disse o treinador ao ser perguntado se uma eventual eliminação dos portugueses no torneio teria responsabilidade sua, por já ter assinado com o Chelsea.

Sua resposta também foi direta quando perguntado se o fato de ele não falar inglês representaria um problema ao assumir o comando do Chelsea: "A língua do futebol é só uma, o idioma não me preocupa", disse.

Além disso, ao ser perguntado se temia a Alemanha, possível rival nas quartas-de-final, o técnico disse que sim, por se tratar de uma equipe "muito forte e organizada taticamente", mas lembrou que o rival ainda não está definido, já que também pode enfrentar a Áustria na próxima fase.

Sobre o jogo de amanhã contra a Suíça, no qual as duas equipes apenas cumprem tabela, Felipão disse que deve fazer trocas na equipe, mas não em todas as posições.

"Não posso fazer 11 mudanças, já que tenho que manter alguns jogadores que já entraram e devo preservar outros, que descansarão", disse Scolari. 

Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo