iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

13/06 - 20:33

Após Libertadores, Tricolor e Flamengo revivem clima de decisão
O Campeonato Brasileiro ainda está na sexta rodada e promete muita emoção, mas São Paulo e Flamengo já incorporam um ambiente de final para jogo deste sábado, às 16h10, no Maracanã. Os dois tradicionais times consideram fundamental a vitória no confronto direto para o futuro na competição de pontos corridos.

Gazeta Esportiva

Para o Tricolor, os três pontos significam parar o ótimo início do Flamengo, único que permanece invicto na competição após a queda do Cruzeiro ante o Palmeiras. “Se ocorrer uma derrota nossa, o Flamengo abre dez pontos e depois fica difícil tirar. Vamos encarar como decisão”, discursa o volante Zé Luis.

Claramente abalado após a eliminação na Libertadores, o São Paulo ainda tenta embalar no Campeonato Brasileiro. A primeira vitória na competição veio apenas no final de semana passado: uma impiedosa goleada contra o Atlético-MG. O técnico Muricy Ramalho reconhece que bastou um resultado positivo para mudar o ambiente no clube.

“Qualquer time é assim. Para passar uma semana bem, você precisa de vitória, que muda tudo. Isso acontece em nossa vida em geral, crescemos muito. Em dificuldade, todos os atletas são inseguros”, explica o comandante bicampeão brasileiro.

Pela primeira vez após a eliminação diante do Fluminense, o São Paulo vai retornar ao Maracanã. A ordem é deixar o passado de lado e concentrar-se na missão de ganhar os pontos. “Estamos acostumados a voltar lá, tem pressão do torcedor, mas queremos fazer uma grande partida. Acho que a Libertadores ficou para trás. Agora é Campeonato Brasileiro e pretendemos fazer uma grande campanha”, decreta o meia Jorge Wagner.

Porém, é inegável que o São Paulo vai encontrar um obstáculo extra: a torcida do Flamengo. A expectativa dos dirigentes da equipe carioca é pela presença de 40 mil torcedores. “A torcida deles faz a diferença. Eles vão a campo, pressionam. Não será diferente agora”, diz o prevenido Jorge Wagner.

Por questão de justiça, Muricy Ramalho vai manter no São Paulo a base que massacrou o Atlético-MG. A única ausência é o volante Hernanes, que está com a seleção brasileira para a disputa de dois jogos das Eliminatórias da Copa do Mundo de 2010. Zé Luis entra em seu lugar.

Desta forma, o curinga Richarlyson, que tinha a imagem de intocável junto à comissão técnica, vai amargar o banco de reservas. O jogador é alvo de intensas críticas da torcida. “Aqui ninguém é especial”, justifica Muricy Ramalho.

O líder: Invicto desde que assumiu o Flamengo, o técnico Caio Júnior comemora a boa fase da equipe carioca, mas evita o clima de já ganhou que ameaça se instalar na Gávea. Usando como exemplo o próprio Rubro-Negro - na época dirigido por Joel Santana - que saiu da penúltima colocação para terminar em terceiro no Brasileiro do ano passado, o técnico pede concentração total para seus comandados.

“Quem começa o Brasileiro na frente tem sempre mais chance. Mas não é impossível de reverter. O próprio Flamengo no ano passado é uma prova disso. E este jogo contra o São Paulo é muito complicado, pois se trata de uma das equipes mais fortes do Brasil. Uma vitória em casa seria muito importante, é um jogo de seis pontos', descreve Caio, incorporando o espírito são-paulino.

O discurso do treinador parece ter sido entendido pelo elenco rubro-negro. Todos enxergam este jogo como uma das finais em uma competição por pontos corridos. “Será um confronto direto, assim como foi contra o Inter. Dentro de casa, temos que buscar a vitória o tempo todo”, reconhece o goleiro Bruno.

O Flamengo entra em campo defendendo os 100% de aproveitamento no Maracanã, onde realizou quatro de suas cinco partidas no Brasileiro. Um dos responsáveis é o meia Marcinho, que marcou seus cinco gols perto da torcida do Flamengo.

“Estou passando pela melhor fase da minha carreira e fico muito feliz com isso”, comemora Marcinho, que garantiu colocar em segundo plano a artilharia. “O Brasileiro é longo e, quanto mais gols eu fizer, melhor para o time, mas deixo essa coisa de artilharia para o Souza, que é o centroavante”, completa o atacante rubro-negro.

Depois de cumprir suspensão, o atacante Diego Tardelli foi confirmado entre os titulares por Caio Júnior, que deixará Maxi como opção no banco de reservas. O jogador demonstra um sentimento especial para marcar um gol na ex-equipe. Já o volante Cristian se recuperou de lesão e pode entrar no lugar de Jônatas.

FICHA TÉCNICA
FLAMENGO-RJ X SÃO PAUL0-SP


Local: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 14 de junho de 2008, sábado
Horário: 16h10min (de Brasília)
Árbitro: Leonardo Gaciba (Fifa-RS)
Assistentes: Altemir Hausmann (Fifa-RS) e Alessandro Rocha (Fifa-BA)

FLAMENGO: Bruno, Leonardo Moura, Fábio Luciano, Ronaldo Angelim e Juan; Cristian (Jônatas), Toró, Ibson e Marcinho; Diego Tardelli e Souza
Técnico: Caio Júnior

SÃO PAULO: Rogério Ceni; Alex Silva, André Dias e Miranda; Jancarlos; Zé Luis, Joilson, Hugo e Jorge Wagner; Borges e Aloísio
Técnico: Muricy Ramalho.

Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo