iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

12/06 - 11:00

Tchecos reconhecem superioridade de Portugal
Jogadores e técnico da República Tcheca não economizaram nos elogios a Portugal após a derrota por 3 a 1 nesta quarta-feira, em Genebra. O resultado negativo, no entanto, obriga a equipe a superar a Turquia na última rodada da primeira fase para avançar às quartas-de-final da Eurocopa.

Gazeta Esportiva

O resultado negativo, no entanto, obriga a equipe a superar a Turquia na última rodada da primeira fase para avançar às quartas-de-final da Eurocopa.

“Portugal é uma formação de grandes jogadores, mas que joga como equipe. Nem sempre isso acontece, mas neste grupo observamos isso. Com a grande qualidade dos homens da frente como o Cristiano Ronaldo, o Simão, para mim é uma das favoritas. Desta vez também têm muito bons defensores, o que nem sempre acontecia”, enalteceu o goleiro Petr Cech.

O técnico Karel Bruckner, por sua vez, seguiu a linha do dono da meta de sua seleção. “Alguns estiveram melhor nesta partida do que contra a Suíça, mas se formos honestos, reconheceremos que enfrentamos um time mais forte”, afirmou o treinador, que fez duas mudanças em relação ao time que bateu os suícos e aprovou a atuação, mesmo com a derrota.

Bruckner tentou e conseguiu dificultar a vida de Portugal surpreendendo na escalação: trocou o atacante Koller por Milan Baros. “Tínhamos a idéia de que ia jogar o Koller', admitiu o técnico do time luso, Luiz Felipe Scolari.
'O Baros complicou a nossa vida. Não foi um atacante fixo, foi um jogador mais móvel, que reforçou o meio-campo e que complicou a nossa tarefa. Foi uma surpresa bem preparada pela seleção tcheca”, elogiou o brasileiro.


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo