iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

12/06 - 03:02

Mano acredita que arbitragem impediu Corinthians de ser campeão
“Explicar uma derrota é algo horrível”. Foi assim que Mano Menezes demonstrou sua frustração pelo Corinthians ter deixado escapar o título da Copa do Brasil, na Ilha do Retiro.

Gazeta Esportiva

Mas o treinador encontrou uma explicação para a derrota por 2 a 0 para o Sport, na noite desta quarta-feira. Na visão do comandante, o que prejudicou o desempenho do Timão foi a arbitragem de Alício Pena Júnior, que teria “impedido” o Corinthians de ser campeão.

“Fomos quase proibidos de ganhar o jogo porque as diferenças de critérios foram tão gritantes que acabou empurrando uma equipe em cima da outra, mas todo mundo estava feliz com a escala deste árbitro aqui e, provavelmente, não era à toa”, reclamou.

O lance mais contestado pelo Timão foi um pênalti que Acosta teria sofrido no segundo tempo. O vice-presidente de futebol do Alvinegro, Mário Gobbi Filho, se junto ao treinador para cobrar o árbitro da partida.

“O Corinthians perdeu o título por erros próprios, mas também por um erro da arbitragem. Teve um pênalti claro que o goleiro fez no Acosta. O Alicio não tem mais condições de apitar jogos quando a casa está cheia porque ele é muito sensível ao que a torcida da casa quer. Não tiro também o mérito do Sport, que merece por ter feito uma campanha brilhante, mas o Alicio foi lamentável”, disparou o dirigente.

Mano Menezes, por sua vez, ainda supôs que o Timão esteja sofrendo influência por erros cometidos na administração anterior. “O Corinthians está pagando por alguma coisa que fez no passado. Vocês não sabem o que aconteceu em 2005? Vocês sabem de uma entrevista em que alguém assumiu uma condição de ter sido beneficiado em um título. Estamos pagando por isso. Provavelmente, no futuro, outros também paguem. Talvez até o Sport também pague”.

Na verdade, Mano se referiu a uma gravação telefônica, e não a uma entrevista. Em escuta realizada pela Justiça, o ex-presidente corintiano, Alberto Dualib, falava com desconfiança da conquista do troféu do Timão no Brasileiro de 2005.

O comandante alvinegro, porém, preferiu não se estender no assunto sobre o ex-presidente e voltou a falar que o Corinthians está sendo prejudicado durante toda esta temporada pela arbitragem. “Árbitro erra e acerta a favor de qualquer time, mas você não consegue nem encher uma mão com erros que tenham favorecido o Corinthians neste ano”

Apesar dos protestos que imperaram nos vestiários do Corinthians na Ilha do Retiro, Mário Gobbi descartou fazer uma reclamação formal junto à Confederação Brasileira de Futebol. “Quem tem de punir e submeter o árbitro a uma reciclagem é a CBF, não o Corinthians”, finalizou.

Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo