iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

10/06 - 15:59

Robinho: sem vitória sobre Paraguai e Argentina, pressão virá
O desembarque da seleção brasileira no Rio de Janeiro, nesta terça-feira, teve como principal assunto a inédita derrota para a Venezuela. Os jogadores, entretanto, repetiram o discurso de minimização do resultado por se tratar de um amistoso.

Gazeta Esportiva

Mas Robinho, um dos mais experientes com a camisa amarela no grupo, avisou: só bons resultados nas Eliminatórias evitarão a pressão.

“Teremos dois jogos difíceis contra o Paraguai em Assunção e a Argentina em casa. Se não vencermos, a pressão vai aumentar. O Brasil tem que ser humilde, mas tem condições de ganhar e a seleção sempre entra em campo para isso. Se não ganha, é sempre complicado”, previu o atacante.

O astro do Real Madrid, no entanto, está otimista em relação ao desempenho do time nos jogos oficiais e aproveita a condição de grande nome dos convocados – já que Kaká e Ronaldinho Gaúcho ficaram fora – para tranqüilizar os companheiros.

“Nunca estamos com pensamento de derrota. Mas não acredito que a pressão aumentou após a derrota para a Venezuela. Claro que perder nunca é bom. Pela qualidade que o Brasil tem, temos sempre que ganhar. Mas o importante é jogo valendo e vamos entrar para ganhar”, prometeu.

E o recado do artilheiro da última Copa América parece já assimilado, principalmente por outros experientes do grupo de Dunga, que exaltam também a importância dos confrontos contra os líderes das Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2010.

“Temos sempre que vencer, é uma obrigação. A responsabilidade de defender o Brasil é muito grande. Ainda mais nas Eliminatórias. Contra a Argentina, será mais um grande jogo, é o nosso maior rival e é o maior clássico do futebol mundial na minha opinião. Contra o Paraguai também será muito difícil”, ensinou Juan, seguido por Júlio César.

“O próprio Dunga costuma dizer que as Eliminatórias são mais difíceis que a Copa do Mundo. E tem experiência suficiente para dizer isso”, enalteceu o goleiro da Inter de Milão, um dos titulares garantidos da equipe do capitão do tetracampeonato mundial.

Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo