iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

10/06 - 16:14

Presidente do Goiás diz que crise é externa e crê em recuperação
O Goiás é, ao lado do Fluminense, a única equipe que ainda não venceu no Campeonato Brasileiro. O péssimo desempenho das cinco primeiras rodadas já gerou diversos protestos dos torcedores, que cobram reação do elenco.

Gazeta Esportiva

Em meio ao clima conturbado da equipe, o presidente esmeraldino, Pedro Goulart, classificou a crise como ‘externa’ e se mostrou confiante com o futuro do time.

“O nosso problema maior é que a crise é externa, não interna. Tenho a expectativa de que vai melhorar. Quem assistiu ao jogo (com o Atlético-PR) viu que o Goiás só não marcou o gol”, explicou o presidente, em entrevista ao jornal O Popular,após a derrota por 5 a 0 para o Furacão.

Depois de mais uma rodada sem somar três pontos, o elenco do Goiás foi vítima de protestos no desembarque no Aeroporto Santa Genoveva por cerca de 30 torcedores. A loja oficial do clube, na Serrinha, ainda amanheceu pichada com mais críticas à situação atual. Apesar disso, o dirigente descartou tomar medidas de última hora.

“Não tem providência a ser tomada. Se fosse um time morto e que não buscasse reagir...Mas o elenco ficou louco e com vontade de empatar o jogo. Não tem queixa de um atleta sequer. O Inter perdeu de não sei quanto; há quanto tempo o Palmeiras não ganha, mesmo com aquele dinheirão que eles colocaram lá?”, relativizou o presidente.

Goulart reconheceu que sabia das limitações do elenco e, por isso, deixou Goiânia com a promessa de só voltar com reforços para compor o elenco do técnico Oswaldo Alvarez. Desde então, quatro nomes foram anunciados: o meia Adriano Gabiru e os atacantes Iarley e Frontini, além do retorno de Romerito.

Segundo informou o presidente, o torcedor esmeraldino ainda pode esperar a chegada de mais jogadores ao Goiás, já que o clube procura um meia-esquerda e um zagueiro. Assim, Pedro Goulart espera que o elenco alcance a redenção no Brasileirão, deixando a zona de rebaixamento.

Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo