iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

09/06 - 19:53

Torcida protesta e cúpula promete medidas enérgicas no Figueira
A derrota por 5 a 0 sofrida diante do Flamengo no Maracanã colocou o Figueirense em uma crise que tem irritado torcedores e diretores do clube. Insatisfeitos com o desempenho do time, que já foi goleado duas vezes em cinco rodadas, os diretores se reuniram nesta segunda-feira para decidir o que pode ser feito.

Gazeta Esportiva

Os diretores anunciaram que definiriam pela manhã “medidas enérgicas e pontuais, destinadas à melhoria do desempenho da equipe nesta competição” após a avaliação da “inadequada performance técnica da equipe, bem distante dos objetivos traçados”.

Os cartolas ainda não se manifestaram de maneira oficial sobre o que foi decidido, mas comenta-se no Orlando Scarpelli que jogadores podem ser dispensados. Já o técnico Guilherme Macuglia, mesmo pressionado por ter conquistado apenas um pontos nos três jogos que comandou o time, deve ser mantido.

Antes mesmo de a cúpula anunciar a reunião, os torcedores já haviam se manifestado de maneira que tem ficado característica em equipes brasileiras em crise: picharam muros. O estádio do Figueira amanheceu nesta quinta-feira com as frases “Vergonha na cara” e “Honra à camisa”.

Em meio ao conturbado ambiente, os jogadores se reapresentaram nesta segunda-feira no CT e tiveram uma conversa com Guilherme Macuglia. Apenas os reservas participaram de coletivo contra o time júnior que acabou com vitória por 3 a 1 dos profissionais. Nesta terça-feira, o grupo volta a treinar pela manhã, visando a recuperação já na partida deste sábado, contra o Sport, em Florianópolis.

No momento, a situação do Figueirense na tabela do Campeonato Brasileiro é preocupante. O clube figura em 16º lugar com apenas cinco pontos, um acima da zona de rebaixamento.

Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo