iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

09/06 - 10:19

Após chiar de Luxa, Muricy troca informações com Benazzi
A pressão por desencantar no Campeonato Brasileiro fez com que Muricy Ramalho buscasse por uma alternativa que criticou recentemente. Menos de um mês depois de ter criticado o palmeirense Wanderley Luxemburgo por ter dado informações a Renato Gaúcho sobre como enfrentar o Tricolor paulista, o técnico são-paulino pediu a Vágner Benazzi dicas para bater o Atlético-MG.

Gazeta Esportiva

O contato foi revelado pelo treinador da Portuguesa, que havia sido derrotado pelo Galo mineiro na rodada anterior. “O Muricy é meu amigo desde os tempos em que éramos jogadores. Ele me ligou e perguntou o que ele devia fazer diante do Atlético. Disse para ele ir dormir tranqüilo”, contou o ex-lateral-direito, que, em troca, também pediu ajuda a Muricy.

“Perguntei para ele o que eu tinha de fazer contra o Internacional. Ele me respondeu: ‘corre até morrer, não desiste até o último minuto’”, relatou Benazzi, aproveitando-se do conhecimento do ex-treinador do Colorado.

Os conselhos entre os dois deram certo. Ambos conseguiram nesta quinta rodada seus primeiros trunfos no Brasileiro. E como um havia previsto para o outro. Muricy nem precisou perder o sono para ver seu time golear o Atlético por 5 a 1. Enquanto Benazzi deu ordem para a Lusa insistir e saiu do Canindé com uma vitória de virada por 3 a 1.

Ainda sobre informações alheias, o que Luxemburgo deve ter dito a Renato Gaúcho também foi eficiente. O Fluminense do ex-atacante derrubou os tricampeões sul-americanos nas quartas-de-final da Libertadores com uma vitória por 3 a 1 no Maracanã após ter perdido a ida, no Morumbi, por 1 a 0.

Aproveitamento do conhecimento amigo à parte, Benazzi não perdeu a oportunidade de defender o parceiro Muricy, que teve o cargo ameaçado nos 24 dias que passou sem sair de campo comemorando uma vitória.

“O Muricy ganha vários jogos sem parar no São Paulo, como podem querer que ele saia?! Todo mundo quer o Muricy. E eu também pretendo seguir meu planejamento na Portuguesa até quando conseguir”, confessou o treinador, com o cargo aparentemente mais garantido no Canindé do que o seu colega no Morumbi.

Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo