iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

07/06 - 21:19

Reanimado, Santos estréia Cuca contra o Vitória
Os jogadores do Santos voltaram a sorrir e a gritar nos treinamentos, a promover 'rodas de bobinho', a assistir televisão na hora das refeições e a jogar sinuca e tênis de mesa nas concentrações desde a demissão de Emerson Leão. Agora, precisam vencer.

Gazeta Esportiva

Às 18h10 (horário de Brasília) deste domingo, contra o Vitória, no Barradão, a equipe tentará provar que também se reanimou dentro de campo, sob o comando de Cuca.

O novo treinador assume o Santos na 14ª colocação do Campeonato Brasileiro e com apenas uma vitória. “O campeonato começou agora. Lógico que queremos brigar pelas primeiras colocações”, projetou Cuca. Do outro lado, o Vitória, em 12º lugar com os mesmos quatro pontos do Peixe, faz uma campanha irregular, que inclui, por exemplo, uma goleada sobre o Figueirense e uma derrota por 2 a 0 para o Ipatinga (único time vencido pelos santistas).

Para fazer o Santos subir na tabela de classificação, Cuca espera contar com algo que o predecessor Leão parecia não ter: a simpatia do elenco. Em sua apresentação, o técnico declarou ser amigo dos jogadores, rechaçando o estilo autoritário. “Gosto de um bom ambiente de trabalho. Sei sorrir na hora certa. Mas também exijo profissionalismo. Precisamos nos igualar em preparação ao adversário para vencer”, comentou.

Em campo, o Santos ainda terá as características da equipe armada por Leão nos últimos meses. Sem confiar no lateral-direito Filipi, assim como o técnico-interino Márcio Fernandes, Cuca repetiu a improvisação do zagueiro Betão na posição. A única mudança é o fim do esquema com três atacantes, com Rodrigo Tabata no lugar de Lima. “O Cuca disse que daria oportunidade para todos. Isso está nos motivando”, disse Tabata.

Outra alteração na equipe é a entrada de Adriano no lugar de Marcinho Guerreiro, mas esta forçada por suspensão. De resto, Cuca avisa: “Não haverá nenhuma mudança radical no Santos diante do Vitória. Apenas uma ou outra coisa pode ser estudada. Procurei dar chances a todos, mas claro que não dá para testar 35 atletas em uma partida”. Quem fica como opção para o segundo tempo é o lateral-esquerdo Carlinhos, até então renegado, que deslocaria Kléber para a armação.

No Vitória, o técnico Vagner Mancini também tem baixas para o confronto, entre eles o meia Jackson, o que poderá abrir espaço para o ex-corintiano Héverton. Além disso, o volante Vanderson e o zagueiro Leonardo Silva, expulsos contra o Ipatinga, suspensos não jogam e deve ser substituídos por Wallace e Marco Antônio. 'Estou escalando o que considero dentro do que há de melhor para este confronto, seguindo a coerência e a transparência que devem nortear o trabalho de qualquer treinador', afrimou o comandante Vagner Mancini, que não confirmou a equipes. Os maiores reforços, todavia, são os torcedores no Barradão. “É muito difícil jogar lá, mas o Santos também precisa vencer fora de casa”, comentou Cuca.

FICHA TÉCNICA
VITÓRIA X SANTOS


Local: Estádio Barradão, em Salvador (BA)
Data: 8 de junho de 2008, domingo
Horário: 18h10 (de Brasília)
Árbitro: Marcelo de Lima Henrique (Fifa-RJ)
Assistentes: Pedro Jorge Santos de Araújo e Carlos Jorge Titara da Rocha (ambos de AL)

VITÓRIA: Viáfara; Marco Aurélio, Wallace, Anderson Martins e Marcelo Cordeiro; Marco Antônio, Renan, Héverton e Ricardinho; Marquinhos e Dinei
Técnico: Vagner Mancini

SANTOS: Fábio Costa; Betão, Marcelo, Domingos e Kléber; Rodrigo Souto, Adriano, Rodrigo Tabata e Molina; Wesley e Kléber Pereira
Técnico: Cuca

Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo
Contador de notícias