iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

07/06 - 09:33, atualizada às 12:09 07/06

Contra Galo, Tricolor quer primeira vitória para encerrar tabu
Atual bicampeão brasileiro, o São Paulo decepciona na edição 2008 da competição nacional, e tem o pior desempenho desde o início dos pontos corridos. Em quatro jogos, foram apenas três pontos conquistados.

Gazeta Esportiva

Por isso, o time paulista promete lutar a todo custo pela vitória neste sábado diante do Atlético-MG, às 18h20, no Morumbi.

Os mineiros estão na sétima colocação do Brasileirão com seis pontos, contra três do São Paulo, que ocupam o 18º lugar. Separados por apenas três pontos, os dois times se localizam em situações bem diferentes na tabela. Mesmo assim, ambos precisam da vitória no confronto direto deste final de semana.

Além disso, um detalhe aparece para apimentar o confronto: o Galo é o representante da Série A com maior invencibilidade frente ao São Paulo no Campeonato Brasileiro. Os mineiros não perdem do Tricolor desde outubro de 2004. Desde então, ocorreram quatro encontros, com uma vitória do Atlético-MG e três empates.

Além de querer encerrar este tabu, o Tricolor quer usar o jogo para o time buscar posições melhores. “Toda equipe grande passa por um momento inadequado. Mas agora não podemos pensar nisso. O Campeonato Brasileiro é longo e devemos pensar na reabilitação”, decreta o zagueiro Miranda, confiante na reabilitação tricolor.

No entanto, os atleticanos rebatem o retrospecto como única arma para conquistar pontos em São Paulo. “A gente tem um retrospecto legal contra o São Paulo. Ano passado, conseguimos vencer lá no Morumbi. Dentro do Mineirão, tivemos chances de vencer também, mas acabamos empatando”, disse o volante Rafael Miranda. “Sabemos que é um jogo muito complicado, o São Paulo é o atual campeão, mas eu acredito que a gente tem condições de ir lá em São Paulo e buscar um resultado importante, que seriam os três pontos”, garante.

Durante a semana, a grande preocupação do técnico Muricy Ramalho foi corrigir falhas do setor ofensivo, que marcou apenas dois gols em quatro jogos. O treinador insistiu principalmente nos trabalhos de passes e finalizações. “Durante a semana, fizemos vários trabalhos de posse de bola, para que possamos aprimorar o passe. Quanto mais a gente erra, mais complica nossa situação dentro de campo, e mais a gente tem dificuldades para se próxima do gol adversário”, explica o meia Jorge Wagner.

A defesa, todavia, já tranqüiliza Muricy Ramalho, que gostou do desempenho de seus zagueiros no empate sem gols diante do Santos, na Vila Belmiro. Nesta partida, houve a volta de André Dias, que vinha de uma longa inatividade por uma contusão muscular. “A volta do André Dias é importante. Trata-se de um zagueiro de ofício, e a tendência é melhorar mesmo. O importante é voltar nesse caminho. Fomos campeões com uma defesa forte”, lembra Miranda.

Para enfrentar o Galo, porém, Muricy Ramalho terá que apostar em André Dias como volante, já que Richarlyson, expulso contra o Santos, cumpre suspensão automática. Os meio-campistas Zé Luis e Fábio Santos estão machucados e não devem jogar. Já o meio-campista Hernanes, recuperado de uma lesão no tornozelo, é a novidade. Na zaga, três zagueiros; no ataque, Aloísio e Dagoberto entram, já que Adriano serve à seleção brasileira.

O Atlético também precisa vencer, já que busca o título brasileiro para comemorar o ano de seu centerário. No entanto, o técnico Alexandre Gallo não se impressiona com os desfalques ou a má fase do São Paulo. Para ele, o time de Muricy Ramalho tem plenas condições de conquistar a vitória neste sábado, atuando em casa com um elenco repleto de bons nomes.

“O São Paulo, a gente sabe, é uma equipe de ponta. Tem grandes jogadores, um grande plantel, um grande treinador. Quando atravessa momentos difíceis, sem dúvida, ele vai buscar lá no fundo as suas capacidades. A gente tem a certeza de um grande jogo, mas de um jogo muito difícil”, afirma Gallo.

O elenco, por sinal, deve dar dores de cabeça ao treinador para este compromisso. O lateral-esquerdo Calisto e o atacante Marques sofreram contusões nos treinos desta semana e devem perder posições respectivamente para Thiago Feltri e Almir. O primeiro perdeu espaço com Geninho em 2008, enquanto o segundo retorna de suspensão e deve atuar ao lado de Renan Oliveira.

FICHA TÉCNICA
SÃO PAULO X ATLÉTICO-MG


Local: Estádio do Morumbi, em São Paulo (SP)
Data: 7 de junho de 2008, sábado
Horário: 18h20 (horário de Brasília)
Árbitro: Péricles Bassols Pegado Cortez (RJ)
Assistentes: Dibert Pedrosa Moisés (Fifa-RJ) e Ricardo Ferreira de Almeida (RJ)

SÃO PAULO: Rogério Ceni; Alex Silva, Juninho e Miranda; Joilson, André Dias, Hernanes, Hugo e Jorge Wagner; Borges e Aloísio
Técnico:
Muricy Ramalho

ATLÉTICO-MG: Juninho; Helton, Leandro Almeida e Vinícius; Coelho, Rafael Miranda, Renan, Petkovic e Thiago Feltri; Renan Oliveira (Danilinho) e Almir
Técnico: Gallo

Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo