iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

07/06 - 00:07, atualizada às 13:39 07/06

Brasil sofre vexame histórico: perde da Venezuela em Boston
Em uma atuação inexplicável, a apática equipe pentacampeã mundial acabou batida por 2 a 0

Gazeta Esportiva

BOSTON (Estados Unidos) - A expectativa era de mais um amistoso fácil para a seleção brasileira. Só que a equipe de Dunga sofreu uma derrota histórica diante da frágil Venezuela nesta sexta-feira em Boston.

Em uma atuação inexplicável, a apática equipe pentacampeã mundial acabou batida por 2 a 0.

Antes deste jogo, os países tinham se enfrentado em 17 oportunidades com suas seleções principais. Com imensa tradição no futebol internacional, o Brasil havia vencido em todas as vezes, com 78 gols (média de 4,59) a favor e apenas quatro contra.

Menosprezando a força do rival, o Brasil entrou em campo com nove alterações em relação ao amistoso vencido anteriormente diante do Canadá. Apenas o lateral-esquerdo Gilberto e o atacante Robinho continuaram na escalação titular.

Agora, a seleção brasileira pensa nos compromissos das Eliminatórias da Copa do Mundo de 2010. O time de Dunga pega dois adversários com muito maior tradição do que a Venezuela: Paraguai (fora) e Argentina (em casa), respectivamente nos dias 15 e 18 de junho. A Venezuela joga contra Uruguai (fora) e Chile (em casa).

O jogo: A seleção brasileira iniciou o amistoso com os mesmos problemas defensivos da apertada vitória contra o Canadá, no sábado passado. Com isso, a Venezuela aproveitou para abrir o marcador. Aos cinco minutos, a zaga da equipe canarinho parou e deixou Maldonado livre para invadir e área e tocar na saída de Doni.

Após o susto, o Brasil ficou com maior posse de bola, mas pouco criava. A primeira chance da equipe de Dunga veio apenas aos 25 minutos, quando Anderson recebeu de Adriano e arrematou próximo ao poste esquerdo do goleiro Vargas.

Mais objetiva, a Venezuela ficou perto de ampliar o marcador no contra-ataque. Aos 34 minutos, Luisão falhou feio no cruzamento vindo da direita e Arango, livre na pequena área, perdeu uma chance inacreditável.

Aos 43 minutos, o castigo merecido pelo péssimo futebol da etapa inicial: o segundo gol venezuelano. Vargas avançou pela meia direita, passou por Luizão e finalizou de forma precisa no canto esquerdo de Doni.

Na volta do intervalo, Dunga deu uma resposta para as vaias dos torcedores. Entraram Maicon, Josué e Diego nos lugares de Diego Alves, Gilberto Silva e Alexandre Pato. As substituições aumentaram o ritmo do Brasil, que passou a pressionar o adversário.

Aos 11 minutos, a Venezuela contou com a sorte para escapar do primeiro gol brasileiro. Diego recebeu de Adriano e, livre, chutou em cima de Vargas. Na sobra, o ex-santista ainda finalizou de bicicleta e acertou a trave esquerda.

Sem conseguir marcar gols, Dunga continuou apostando nas alterações. Mineiro e Luís Fabiano também entraram em campo. Mas a noite era venezuelana, que se segurou na defesa e garantiu a primeira vitória na história contra o Brasil.

Leia mais sobre: Seleção Brasileira - Amistosos Internacionais


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo