iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

06/06 - 18:02, atualizada às 18:10 06/06

Reforço santista confirma: Argel mandou Mogi não atacar Oeste
O polêmico empate sem gols entre Mogi Mirim e Oeste teve mesmo influência do técnico do Sapão, o ex-zagueiro Argel. Essa pelo menos é a garantia do atacante Róbson, que revelou o pedido de seu ex-comandante para que a equipe não atacasse na partida que foi anulada pelo TJD-SP.

Gazeta Esportiva

“O Argel pediu para a gente não finalizar mais. Aí eu larguei e fiquei parado lá na frente”, revelou o jogador em sua apresentação no Santos, nesta sexta-feira. “O empate servia para a gente e o treinador pediu para a gente segurar o resultado”, emendou.

O 0 a 0 em 3 de maio assegurou a vaga de Mogi e Oeste na Série A-1 do Campeonato Paulista em 2009, mas os dois oponentes tiveram de se enfrentar novamente. No novo confronto, vitória por 3 a 2 do time de Itápolis, resultado que manteve ambos na elite estadual na próxima temporada.

Apesar do imbróglio na A-2 já ter sido resolvido, Argel, atualmente no comando do Guaratinguetá, ainda cumpre suspensão pela sua “ordem”. Tanto o ex-técnico do Sapão quanto Roberto Fonseca, treinador do Oeste, foram suspensos preventivamente pelo TJD-SP por 60 dias e serão julgados no artigo 275 do CBJD por “proceder e forma atentatória à dignidade do desporto com fim de alterar resultado de competição”. Se forem considerados culpados, podem até ser eliminados do futebol.

Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo