iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

06/06 - 18:47, atualizada às 18:53 06/06

Nordestino, Pierre pede fim da rivalidade com o Sul
O volante Pierre é um dos milhares de migrantes nordestinos em São Paulo. Nascido na baiana Itororó, o jogador do Palmeiras está incomodado com a rivalidade acirrada dos moradores de sua região de origem com os moradores do Sul do Brasil.

Gazeta Esportiva

Dirigentes do Sport se revoltaram com as críticas do técnico Wanderley Luxemburgo à, entre outras, refeição servida no hotel em que o Palmeiras ficou concentrado antes de ser eliminado da Copa do Brasil. Nove jogadores sofreram de diarréia. Desde então, cartolas pernambucanos reclamam de preconceito.

Para piorar, o zagueiro André Luís se envolveu em confusão com policiais e torcedores nordestino no estádio dos Aflitos, quando Náutico e Botafogo se enfrentaram. “Estamos no mesmo país. Não há motivos para essa rivalidade toda, para o clima de guerra. Nosso técnico falou a verdade sobre a diarréia”, defendeu Pierre.

Após ser revelado pelo Vitória em 2000, o volante defendeu Ituano e Paraná antes de chegar ao Palmeiras. “Sou nordestino e fui muito bem recebido em São Paulo e no Paraná. Nunca sofri nenhum preconceito. Se houver algum, ninguém pode levar para dentro de campo”, pediu.

Pierre já fala até como se não fosse nordestino. “É difícil falar o que se passa na cabeça deles”, disse, referindo-se aos habitantes de sua região natal. “É bom lembrar que não são todos os nordestinos que sofrem discriminação”, concluiu o palmeirense.

Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo