Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Fluminense encara Macaé com Cavalieri e Edinho entre titulares

Muricy Ramalho faz quatro mudanças em relação ao jogo contra Olaria, mas aposta no entrosamento para vencer.

Marcello Pires, iG Rio de Janeiro |

Três jogos, três escalações diferentes, mas o mesmo entrosamento. É assim que o Fluminense encara o Macaé, nesta quinta-feira, às 19h30 (horário de Brasília), no Engenhão, pela terceira rodada da Taça Guanabara. Além de Souza, que cumpriu suspensão contra o Olaria e volta à equipe no lugar de Marquinho, Muricy Ramalho confirmou as estreias de Diego Cavalieri e Edinho nos lugares de Ricardo Berna e Valencia, respectivamente. Contundido, Deco dá lugar a Rodriguinho.

“O que fez diferença nesses dois jogos foi o conjunto, porque a gente mudou pouco. Só o Souza que não era do ano passado foi utilizado até agora Temos que dar ritmo aos jogadores que chegaram, mas sabemos que temos de ganhar. No futebol, só adquirimos confiança com vitórias”, explicou Muricy Ramalho.

Mesmo satisfeito com o desempenho do time na goleada de 6 a 2, sobre o Olaria, na segunda rodada, o treinador sabe que ainda tem muito trabalho pela frente visando a estreia na Libertadores. Mas apesar dos erros cometidos contra Bangu e Olaria, Muricy já viu uma melhora considerável para começo de temporada.

“Nossa saída de bola já foi muito melhor contra o Olaria, mas ainda cometemos muitos erros. Natural de começo de temporada. Muito pouco treinamento. Nosso posicionamento melhorou no segundo jogo e tenho certeza de que contra o Macaé vai melhorar ainda mais”, prevê o treinador.

Dos quatro reforços contratados pelo Fluminense, Araújo é o único que não estará em campo nesta quinta-feira. Mas não por opção de Muricy Ramalho. Se dependesse da vontade do treinador, o atacante também estaria entre os titulares.

“Infelizmente a situação dele ainda não foi regularizada na Federação, mas se tivesse ele também jogaria contra o Macaé. Esses jogadores precisam ganhar ritmo de jogo e conhecer os novos companheiros”, afirmou Muricy.

Se o Fluminense perde no toque de bola com a saída de Deco, ganha na frente com a entrada de mais um jogador ao lado de Fred. Por isso, a opção por Rodriguinho e não Marquinho, que apesar dos dois gols contra o Olaria fica como opção no banco.

“Os dois na frente são o Fred e Rodriguinho. O Tartá vem mais de trás e faz o papel de terceiro homem pela esquerda. Sem a bola, ele ajuda na marcação junto com Souza. Temos que respeitar as características individuais de cada jogador. Isso é o ideal”, explicou Muricy.

Mais calmo e de bem com a vida no Rio de Janeiro, Muricy lembrou os tempos de São Paulo e se irritou ao ser indagado por um jornalista sobre uma possível volta de Conca, contra o Duque de Caxias, dia 3 de fevereiro.

“Não sei quem falou em dia 3, eu não falei. Quem disse isso está errado, pois quem decide o dia que ele vai voltar sou eu. Ele só vai entrar em campo no dia que tiver condições e não será como titular. Quando entrar, vai ser aos poucos, jogar uns 20 minutos para ir ganhando ritmo”, afirmou o treinador, que não deve se lembrar de ter dito durante a pré-temporada que a ideia era colocar Conca em campo dois jogos antes da estreia da Libertadores, que coincidentemente seria contra o Duque de Caxias.

FICHA TÉCNICA
FLUMINENSE X MACAÉ

Local: Engenhão (RJ)
Data: 27 de janeiro de 2011, quinta-feira
Horário: 19h30h (de Brasília)
Árbitro: Eduardo Cordeiro Guimarães
Assistentes: Silbert Faria Sisquim e Luis Antonio Muniz de Oliveira

FLUMINENSE: Diego Cavalieri; Mariano, Gum, Leandro Euzébio e Carlinhos; Edinho (Valencia), Diguinho, Souza e Tartá; Rodriguinho e Fred. Técnico: Muricy Ramalho

MACAÉ: Everton, Marcos Tamandare, Eduardo Luiz, Daniel Melo e Bill; Gedeil, Osmar, André e Danilo; Luiz Mário e Robson. Técnico: Dario Lourenço

Leia tudo sobre: FluminenseDiego CavalieriEdinhoMuricy

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG