Tamanho do texto

Campeão mundial em Xangai, brasileiro teve que superar fracasso nos 100m para vencer nos 50m

Um dos principais nomes da natação brasileira no Mundial de Xangai, Felipe França já conseguiu se tranquilizar após a conquista do ouro nos 50m peito. Ele exaltou a própria superação depois de perder a final dos 100m da mesma modalidade, e desabafou contra as críticas quanto a uma possível manobra ilegal na final que lhe rendeu a medalha na competição.

França havia conquistado a vaga na final dos 100m em sua especialidade, mas sentiu-se mal e não reuniu condições para disputar a decisão. Ele lamentou o ocorrido, mas ganhou força para competir nos 50m, conseguindo o ouro. A receita, para ele, foi esquecer o insucesso na primeira prova.

"Ter ficado fora da final nos 100m me deu uma motivação maior para os 50m. Não quis nem pensar na prova e nos erros. Mas orando, Deus me levantou e me fez superar. Meu pai me disse que Deus, antes de conquistar qualquer coisa, quer que eu vença a mim mesmo, e naquela hora eu consegui. Saí bem feliz", relembrou Felipe.

Em entrevista concedida na sede de seu clube, o Pinheiros, França enalteceu a recuperação que teve e projetou uma nova superação para conquistar uma medalha nos Jogos Olímpicos de Londres-2012.

"O erro aconteceu na hora certa. Eu e o Ari (Arilson Silva, o técnico do atleta) conversamos. O Mundial vale de treino para buscar a medalha olímpica. Eu sei que tenho de treinar, eu preciso me vencer", afirmou o atleta.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.