Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Entre a tensão e a crise, Atlético-PR pega o Roma

Clube corre risco de sair da briga pelo título do turno e do técnico Sérgio Soares ficar ameaçado

Altair Santos, iG Curitiba |

O Atlético Paranaense entra em campo neste domingo, às 19h30, na Arena da Baixada, sob tensão. Um novo tropeço, desta vez contra o Roma Apucarana, pode desencadear mudanças radicais no clube. Uma delas seria a troca de técnico. Na sexta-feira, a cúpula diretiva atleticana – leia-se os presidentes dos conselhos administrativo e deliberativo, Marcos Malucelli e Gláucio Geara – assistiram ao treino do começo ao fim. Chegaram e saíram sem dar declarações, mas os celulares não pararam de funcionar. Foi o que bastou para que surgissem especulações de que Ricardo Gomes e Wagner Mancini já teriam sido postos de sobreaviso.

Tão candidato ao título estadual quanto o rival Coritiba, o Atlético decepciona nesta largada de campeonato. Já perdeu dois jogos e ocupa a 7.ª colocação. Pior: o maior adversário é líder e abriu 4 pontos. Significa que não é mais permitido errar. Um novo tropeço neste domingo, nem que seja em forma de empate, praticamente enterra as esperanças atleticanas de conquistar o 1.º turno. A fórmula do campeonato prevê que o campeão do turno e o campeão do returno decidem o título. Por isso, o técnico Sérgio Soares exige mudança de atitude. “Temos que nos impor e sufocar o adversário”, discursa.

Futura Press
Técnico Sérgio Soares comandou o treino nesta terça, no CT do Caju
A questão é saber se o grupo irá cumprir as ordens. Pelos acontecimentos dos últimos dias, há sinais de ruptura. O técnico pediu que o zagueiro Manoel e o meio-campista Ivan González fossem multados pelas expulsões na derrota por 1 x 0 para o Operário. Isso teria repercutido mal no elenco. Ao mesmo tempo, na sexta-feira, o volante Claiton deu declarações à rádio Transamérica que aumentaram ainda mais a temperatura do ambiente. “Nunca estive tão em forma para jogar. Acho que quem tem de falar por que eu não tenho sido escalado é o Sérgio Soares. Mas sou um jogador de grupo e não quero tumultuar”, afirmou.

Em resposta, para recompor o meio-campo no jogo de amanhã, o técnico convocou Fransérgio. O jogador havia sido colocado em disponibilidade no começo do ano, viajou para amistosos na Tanzânia e, de repente, aparece na equipe titular que enfrenta o Roma. “Recebi relatos de que ele foi bem na Tanzânia e, além disso, é da casa. Precisamos prestigiar as revelações do clube”, justificou Sérgio Soares, que também colocou o zagueiro Gabriel no lugar do expulso Manoel. Outro que não vai atuar é o meio-campista Madson, que ainda recupera-se de uma amidalite – ele já não atuou contra o Operário.

Empolgado com a vitória por 3 x 1 sobre o Paraná Clube, o Roma Apucarana espera dar um presente à cidade, que neste sábado comemorou 67 anos de fundação. Por isso, o técnico Richard Malka mantém a equipe que ganhou no meio de semana. Ele promete usar estratégia semelhante à do Arapongas, que na 1.ª rodada superou o Atlético na Arena da Baixada. “Não vamos ficar lá atrás. Temos que jogar futebol de igual para igual”, prometeu.

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO-PR X ROMA APUCARANA

Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Data: 30 de janeiro de 2011, domingo
Horário: 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Anderson Carlos Gonçalves
Assistentes: Ivan Carlos Bohn e André Luiz Severo
ATLÉTICO: João Carlos; Marcos Pimentel, Gabriel, Rafael Santos e Paulinho; Ale, Fransérgio, Branquinho e Paulo Baier; Lucas e Guerrón
Técnico: Sérgio Soares
ROMA: Spada; Cassiano, Carlão, Robenval e Rogerinho; Eurico, Doriva, Alex e Lira; Paulo Sérgio e Warlley
Técnico: Richard Malka

Leia tudo sobre: Atlético-PRFPFCampeonato Paranaense 2011

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG