Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Em carta, Lugano relembra conquista do Mundial 2005

De acordo com o jogador, a felicidade proporcionada pelo título é comparável àquela sentida no nascimento de seus filhos

Gazeta |

O zagueiro uruguaio Diego Lugano deixou o São Paulo no meio de 2006 e hoje está estabilizado no Fenerbahce, da Turquia. Mesmo assim, o jogador não consegue se desvincular do Tricolor e, no dia em que o tricampeonato mundial completou cinco anos, resolveu prestar sua homenagem por meio de uma carta, publicada pelo site oficial do clube paulista, onde diz que está fazendo festa pelo tri.

De acordo com as palavras do jogador, a felicidade proporcionada pelo título é comparável àquela sentida na ocasião do nascimento de seus três filhos: Nicolás, Thiago e Bianca. O jogador diz ainda que "o foco em ser campeão era maior do que tudo" e que pensava na família, nos amigos, em seu país e em sua cidade, além dos milhões de são-paulinos que estavam no Brasil.

Lugano lembra que a equipe ficou "impressionada" ao assistir de perto a fácil classificação do Liverpool à decisão, após uma vitória por 3 a 0 sobre o Saprissa, da Costa Rica. No dia anterior, o São Paulo havia garantido sua vaga a duras penas, com uma vitória por 3 a 2 sobre o Al-Ittihad, da Arábia Saudita.

"No gol do Mineirinho foi uma festa só. Fiz questão de atravessar todo o campo para dar um abraço nele. Ele é um cara fantástico, merecia esse prêmio. Uma sensação ótima tomou conta do time, mas sabíamos que não estava nada ganho e por isso seguimos firmes, fortes na defesa, com muita marcação de todo mundo que estava em campo", lembra o ex-camisa 5 do São Paulo, que ainda elogiou Rogério Ceni.

"As defesas do Rogério são inesquecíveis também. Acho que poderíamos jogar por muito mais tempo que o título seria nosso. A gente não tomaria gol de jeito nenhum. Não tinha como não ser tricampeão naquele jogo", escreveu.

No fim do texto, Lugano diz que o planejamento traçado desde o início do ano foi recompensado e agradece o então presidente Marcelo Portugal Gouvêa, responsável por bancar sua contratação em 2003. Na ocasião, contestado por torcedores e jornalistas, o atleta chegou a ser chamado de "zagueiro do presidente".

Leia tudo sobre: LuganoSão Paulo

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG