Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Com Messi, Argentina vira sobre a Colômbia após ouvir “olé”

Seleção argentina saiu perdendo em Barranquilla, mas com gols do atacante do Barcelona e de Agüero conseguiu vencer

iG São Paulo |

Getty Images
Atacante do Barcelona marcou o primeiro gol argentino
Após sair perdendo e ouvir “olé” dos colombianos, a Argentina conseguiu vencer fora de casa pelas eliminatórias da Copa do Mundo de 2014 . Com gols de Messi e Agüero , fez 2 a 1 na Colômbia , nesta terça-feira em Barranquilla, e se igualou ao Uruguai na ponta da classificação, com sete pontos. Os uruguaios têm um jogo a menos.

A vitória encerrou uma sequência de maus resultados da Argentina, que havia perdida para a Venezuela fora de casa e empatado com a Bolívia, em Buenos Aires, na última sexta-feira. Os argentinos voltarão a jogar pelas eliminatórias somente no dia 2 de junho do ano que vem, contra o Equador. No mesmo dia, os colombianos, que somam quatro pontos, enfrentarão o Peru.

"Olé" colombiano e virada argentina
Apostando na velocidade, a Colômbia começou a partida melhor. Os donos da casa tinham mais posse de bola e conseguiam chegar à área da Argentina, principalmente em jogadas de Pablo Armero pelo lado esquerdo.

Já os argentinos tinham dificuldade de se aproximar do gol rival. O time do melhor jogador do mundo, Lionel Messi, não conseguia criar jogadas no meio de campo. Messi e Higuaín ficavam isolados na frente. As raras jogadas de ataque surgiram justamente através dos pés do atacante do Barcelona, que tentava buscar a bola para servir Higuaín.

VEJA TAMBÉM: Classificação e tabela das eliminatórias da Copa de 2014

O talento dos dois, entretanto, não foi suficiente para fazer a Argentina sair na frente. O primeiro gol da partida saiu aos 44 minutos de jogo e foi colombiano. Em cobrança de falta de Pabón, a bola desviou em Mascherano e enganou o goleiro argentino Sergio Romero.

EFE
Argentinos comemoram vitória de 2 a 1 sobre a Colômbia em Barranquilla

O segundo tempo começou com gritos de "olé" dos torcedores colombianos, mas com a Argentina melhor. O técnico Alejandro Sabella sacou o volante Guiñazu para colocar o atacante Agüero e mudou o esquema de 4-4-2 para 4-3-3.

Com um trio ofensivo, formado por Messi, Higuaín e Agüero, os argentinos passaram a dominar a partida. Aos 15 minutos do segundo tempo, conseguiram empatar. E foi justamente com Messi, que começou a jogada de fora da área, driblou o colombiano Bolívar e tocou para Sosa. O meia chutou cruzado e a bola sobrou para o astro do Barcelona tocar para o gol.

Depois de marcar, a Argentina passou a ter mais facilidade no jogo. Com Messi e companhia, o time dominava a partida, mas não conseguia criar outra chance de gol.

Com o domínio argentino, os colombianos apostavam em lances de contra-ataque. Aos 33 minutos, quase que os donos da casa voltaram a fica à frente no placar. Em jogada de velocidade pela direita, Zúñiga entrou na área e chutou para o gol, mas Sergio Romero defendeu.

O erro do colombiano acabou sendo fatal. Seis minutos depois foi a vez da Argentina arrancar em contragolpe com o seu trio de ataque. Messi tocou na área para Higuaín, que bateu forte para o gol. Ospina ainda espalmou tentando salvar, mas a bola sobrou para Agüero marcar. Alívio e festa dos argentinos que voltaram a vencer após uma derrota e um empate dentro de casa nas eliminatórias.

COLÔMBIA 1 x 2 ARGENTINA
Local: Estádio Metropolitano, em Barranquilla, na Colômbia
Árbitro: Salvio Fagundes (BRA)
Cartões: Burdisso (Argentina), Armero (Colômbia), Braña (Argentina), Agüero (Argentina)
Gols: Pabón (Colômbia), Messi (Argentina), Agüero (Argentina)

COLÔMBIA: David Ospina; Camilo Zúñiga, Aquivaldo Mosquera, Mario Yepes, Pablo Armero; Dorlan Pabón (Moreno),Abel Aguilar (Arias), Gustavo Bolivar, James Rodríguez; Gustavo Ramos e Jackson Martínez (Quintero). Técnico: Leonel Álvarez
ARGENTINA: Sergio Romero; Pablo Zabaleta, Federico Fernández, Nicolás Burdisso (Desábato), Clemente Rodríguez; Javier Mascherano, Pablo Guiñazú (Agüero), José Ernesto Sosa, Rodrigo Braña; Lionel Messi e Gonzalo Higuaín (Gago). Técnico: Alejandro Sabella

 

Leia tudo sobre: argentinaCopa 2014colômbiamessi

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG