São Paulo, Lusa e Galo “operados” pelo apito