Os primeiros GAPS o Brasileirão não esquece