Baixa a bola, Renato